Cafeicultores no Vietnã dizem que chuva ajuda a cultura antes da colheita

Publicado em 18/08/2014 12:18 278 exibições

Os frutos de café no Vietnã estão totalmente crescidos e de tamanho semelhante ao dos últimos anos após chuvas que impulsionaram o desenvolvimento da cultura, de acordo com produtores do maior fornecedor de café robusta.

Os agricultores têm aplicado duas rodadas de fertilizantes e estão se preparando para uma rodada final em duas a três semanas antes do início da colheita em outubro, disseram. A produção pode cair três por cento, para 1,65 milhões de toneladas em 2014-2015 em relação ao ano passado, de acordo com uma pesquisa da Bloomberg neste mês.

O início da colheita poderá pressionar as negociações no mercado futuro em Londres que subiu 16% este ano com a especulação de que o consumo vai superar a oferta. O déficit de café robusta será de 1,6 milhões de sacas, ou 96 mil toneladas, em 2014-2015, de acordo com Volcafe Ltd. E a demanda total de café excederá a produção em até 10 milhões de sacas, segundo a Organização Internacional do Café, com base em pesquisas.

“As cerejas têm basicamente atingido o seu tamanho completo após as fortes chuvas", disse Vu Dinh Noi, chefe de uma equipe de produção da estatal Thang Loi Coffee Co.,maior produtora de café do Vietnã. “A chave agora é a aplicação de fertilizantes e prevenção de doenças.” Uma combinação de dias chuvosos e ensolarados ajudaria, disse ele por telefone.

 

Chuvas fortes

“O tamanho da cereja agora é semelhante à média dos últimos cinco anos", disse Cao Van Tu, presidente da Dak Lak Ea Pok Coffee Co. “As chuvas fortes provocaram queda de grãos cerejas na nossa plantação, mas os nossos engenheiros agrônomos disseram que o montante envolvido não foi muito”, disse ele por telefone.

A última safra recorde provavelmente estressouas árvores e pode reduzir os rendimentos, as fortes chuvas no mês passado estimularam doenças em algumas regiões e resultou na perda de cerejas, disse Phan AnhHung, diretor adjunto da Dak Lak Anh Minh Co.,maior exportadora privada do Vietnã.

As chuvas em Dak Lak registraram média de 400,4 milímetros em julho em 10 estações, incluindo uma na província vizinha de Dak Nong, disse o Departamento de Meteorologia e Hidrologia da província, região que concentra cerca de 30% da produção. Isso é mais que o dobro dos 192,5 milímetros registrados no ano anterior.

A província registrou precipitação média de 86,7 milímetros nos primeiros 10 dias de agosto, menos de 100,9 milímetros que um ano atrás. As chuvas de 11 de agosto a 20 de agosto estão previstas para serem semelhante ou inferiores à média dos anos anteriores, com a maioria das regiões a receber de 30 a 50 milímetros.

“A intensidade ea frequência de chuvas diminuiu na última semana”, Tong Teik Pte, uma empresa comprada pela RCMA Commodities Asia Pte, escreveu relatório de 13 de agosto. “Maior luminosidade ao longo do dia e céu nublado são condições de clima favoráveis para o desenvolvimento de cerejas.”

Tags:
Fonte:
Bloomberg

0 comentário