Receita com exportação de café verde sobe 61% em janeiro enquanto de solúvel e torrado caem, apontam dados da Secex

Publicado em 12/02/2015 11:44

De acordo com relatório da Secretaria de Produção e Agroenergia, do Ministério da Agricultura, com base em números da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a receita com exportação de café verde em grão registrou alta de 61,1% no mês passado (janeiro) em comparação com o mesmo período de 2014. Já a receita do café torrado e moído, e do café solúvel tiveram queda.

A maior receita com as exportações da commodity, o café em grão verde, alcançou US$ 546,288 milhões, ante US$ 339,097 milhões do mesmo período do ano passado (alta de 61,1%). Se compararmos o volume embarcado também houve um aumento (7,04%)de 152.730 toneladas em 2014 para 163.485 t neste ano com preço médio de US$ 3.342/t.

Ainda de acordo com os dados do órgão, o principal comprador de café brasileiro em volume em janeiro foi a Alemanha.

Café torrado e moído

Diferente do café verde, a exportação do torrado e moído registrou queda na receita e volume em janeiro. Segundo a Secex, no ano passado a receita total foi de US$ 783 mil, enquanto que no mesmo período deste ano os industriais faturaram US$ 302 mil -- uma queda de 61,43%.

O volume exportado foi 44,58% mais baixo no período, cerca de 46 toneladas, enquanto em janeiro do ano passado foram 83 t. O preço médio da tonelada no período ficou em US$ 6.565/t. A Argentina foi o principal país comprador.

Café solúvel

Segundo dados da Secex, a exportação de café solúvel também teve recuo na receita, de 17,61% em comparação ao mesmo mês do ano passado. O faturamento foi estimado em US$ 39,831 milhões no mês passado ante US$ 48,347 milhões do primeiro mês de 2014. Foram embarcadas no período 5.284 toneladas com queda de 19,57%, no ano passado saíram do país 6.570 t de solúvel. O preço médio da tonelada ficou em US$ 7.538/t.

Os Estados Unidos continuam sendo o principal destino do café processado mesmo com queda em termos de receita e volume.

Tags:
Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário