BSCA define cafés especiais classificados para a fase nacional do Cup of Excellence

Publicado em 26/09/2016 16:04
63 exibições

Os profissionais de seleção da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) definiram, nas duas últimas semanas, as amostras de café classificadas para a Fase Nacional do Cup of Excellence – Brazil 2016, principal concurso de qualidade do País, que é realizado em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Alliance for Coffee Excellence (ACE). Foram selecionados 137 lotes na categoria "Naturals" (cafés naturais, secos com casca) e 102 na "Pulped Naturals" (cerejas descascados/despolpados).

Na categoria Naturals, a Indicação de Procedência da Mantiqueira de Minas Gerais foi a região que mais se destacou, com 59 amostras (43,06%) classificadas. Na sequência, vieram Sul de Minas Gerais, com 28 amostras (20,44%); Denominação de Origem do Cerrado Mineiro, com 21 (15,33%); Indicação de Procedência da Alta Mogiana (SP), com 12 lotes (8,76%); Matas de Minas Gerais, com 9 (6,57%); Chapada Diamantina (BA), com 4 (2,92%); e Cerrados de Minas (MG), Chapada de Minas Gerais, Média Mogiana (SP) e Montanhas do Espírito Santo, com 1 amostra (0,73%) aprovada cada (veja a lista completa no site da BSCA: http://cup.bsca.com.br/file/download/id/2814).

A Chapada Diamantina, na Bahia, foi quem mais teve cafés aprovados na categoria Pulped Naturals, com 35 lotes, ou 34,32% do total de 102. As Matas de Minas Gerais emplacaram 23 amostras (22,55%), sendo acompanhadas por Montanhas do Espírito Santo, com 15 (14,71%); Sul de Minas Gerais, com 11 lotes 10,78%); Indicação de Procedência da Mantiqueira de Minas Gerais, com 7 amostras (6,86%); Denominação de Origem do Cerrado Mineiro, Média Mogiana (SP) e Indicação de Procedência do Norte Pioneiro do Paraná, com 3 lotes (2,94%) cada; e Indicação de Procedência da Alta Mogiana (SP) e Chapada de Minas, com 1 amostra (0,98%). A relação completa pode ser acessada através do link http://cup.bsca.com.br/file/download/id/2812

Os cafés classificados serão avaliados, nas duas primeiras semanas de outubro, pelo júri nacional do certame, que definirá quais serão qualificados para a Fase Internacional, quando juízes de todo o mundo avaliarão as melhores amostras de cafés especiais do Brasil e definirão os vencedores das categorias “Pulped Naturals” e “Naturals” do Cup of Excellence – Brazil 2016.

PROJETO SETORIAL

O Cup of Excellence – Brazil 2016 é ação integrante do projeto setorial Brazil. The Coffee Nation, que é desenvolvido em parceria pela BSCA e a Apex-Brasil, tendo como foco a promoção comercial dos cafés especiais brasileiros no mercado externo. O objetivo é reforçar a imagem dos produtos nacionais em todo o mundo e posicionar o Brasil como fornecedor de alta qualidade, com utilização de tecnologia de ponta decorrente de pesquisas realizadas no País.

O projeto visa, também, a expor os processos exclusivos de certificação e rastreabilidade adotados na produção nacional de cafés especiais, evidenciando sua responsabilidade socioambiental e incorporando vantagem competitiva aos produtos brasileiros. Iniciado em 2008, a vigência do atual projeto vai de maio de 2016 ao mesmo mês de 2018 e os mercados-alvo são: (i) EUA, Canadá, Japão, Coreia do Sul, China/Taiwan, Reino Unido, Alemanha e Austrália para os cafés crus especiais; e (ii) EUA, China, Alemanha e Emirados Árabes Unidos para os produtos da indústria de torrefação e moagem. As empresas que ainda não fazem parte do projeto podem obter mais informações diretamente com a BSCA, através dos telefones (35) 3212-4705 / (35) 3212-6302 ou do e-mail [email protected].

Fonte: BSCA

Nenhum comentário