Café: Bolsa de Nova York sobe cerca de 300 pts nesta tarde de 2ª em ajustes e com suporte do câmbio

Publicado em 10/10/2016 12:39
158 exibições

As cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam com alta próxima de 300 pontos nesta tarde de segunda-feira (10) e estendem os ganhos registrados na última sexta-feira com o mercado ainda realizando ajustes técnicos e com suporte do câmbio. Com esse novo avanço, os vencimentos mais distantes já voltam a se aproximar do patamar de US$ 1,60 por libra-peso.

Pelo horário de Brasília, às 12h19, o vencimento dezembro/16 estava cotado a 151,10 cents/lb com alta de 310 pontos, o março/17 registrava 154,50 cents/lb com avanço de 315 pontos. Já o contrato maio/17 estava sendo negociado a 156,40 cents/lb com 310 pontos de alta e o julho/17, mais distante, subia 315 pontos, cotado a 158,25 cents/lb.

Na semana passada, as cotações do arábica no terminal externo oscilaram entre alta e baixa acompanhando as incertezas em relação à safra 2017/18 do Brasil, realizando ajustes técnicos e acompanhando o câmbio. Com isso, no acumulado da semana, os preços da variedade perderam pouco mais de 2%. Na sexta-feira (7), o mercado subiu acompanhando o câmbio e realizando ajustes, cenário que tem continuidade nesta segunda.

Às 10h19, a moeda norte-americana recuava 0,35%, a R$ 3,2052 na venda, repercutindo o recuo da moeda ante divisas emergentes e a expectativa pela votação da PEC do teto dos gastos na Câmara. O dólar mais baixo em relação ao real tende a desencorajar as exportações da commodity, em compensação os preços sobem.

No aspecto fundamental, os operadores seguem atentos às incertezas em relação à safra 2017/18 do Brasil. A Zona da Mata de Minas Gerais foi a primeira já recebeu a principal florada da safra 2017/18. Os produtores da localidade estão animados e afirmam que a produção tem saúde e condições de dar um bom retorno no próximo ano. Ainda assim, a maior parte das regiões produtoras do país ainda não tiveram a principal florada.

Nas praças de comercialização do Brasil seguem lentos os negócios com café. O Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da ESALQ/USP) informou que, no Brasil, os preços do café robusta permanecem em alta, dando sequência à quebra de recordes reais. O Indicador Cepea/Esalq da variedade alcançou R$ 468,37/saca de 60 kg na quinta-feira, implicando alta de 1,90% em relação à semana anterior. As informações são do CNC (Conselho Nacional do Café).

» Clique e veja as cotações completas de café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário