Café: Bolsa de Nova York busca direcionamento nesta 2ª feira, à espera de novidades no quadro fundamental

Publicado em 21/11/2016 11:03 194 exibições

Na tarde desta segunda-feira (21), as cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam com leves ganhos. Pela manhã, o mercado já apresentava recuperação, mas ainda repercutindo ajustes técnicos e à espera de novidades do quadro fundamental.

Às 11h50 (em Brasília), o vencimento dezembro/16 ganhava 85 pontos e era cotado a 158,70 cents/lb. Já março/17 – atual referência de negócios – operava 163,40 cents/lb e anotava valorização de 130 pontos, assim como maio/17 que valia 165,65 cents/lb. Já julho/17 era negociado a 167,65 cents/lb, com alta de 125 pontos.

Para o analista da Maros Corretora, Marcus Magalhães, as bolsas internacionais devem continuar operam com curtas oscilações, com ajustes técnicos. Além disto, o dólar anotava perdas no Brasil, caindo 1,23% e cotado a R$ 3,345 na venda.

Na semana anterior, além de ajustes técnicos, as cotações do arábica repercutiram a forte alta da moeda norte-americana, o que acabou derrubando os preços, segundo aponta o vice-presidente da Price Futures Group e analista, Jack Scoville. “A força global do dólar norte-americano reduziu os preços arábica em Nova York”, aponta.

Informações da agência de notícias Reuters, explicam que as cotações do arábica anotavam ganhos no pregão de hoje pois repercutiam a valorização da moeda brasileira. "A moeda (mais forte no Brasil) é um fator que está apoiando arábica e poderia explicar por que ele tem um desempenho melhor do que robusta", disse Abah Ofon, analista para o Monitor de café Global da Agrimoney à Reuters.

No quadro climático, mapas meteorológicos apontam para chuvas nas regiões produtoras a partir da próxima quarta-feira, após a passagem da frente fria que já trouxe precipitações na semana anterior. Pancadas são esperadas para Mogiana, sul de Minas Gerais e Cerrado.

No mercado físico, por volta das 9h30, o tipo 6 duro era negociado a R$ 550,00 pela saca de 60 quilos em Espírito Santo do Pinhal (SP), registrando recuo de 1,79% em comparação ao fechamento de sexta-feira. Em Poços de Caldas (MG), a saca estava valendo R$ 551,00, com desvalorização de 0,72%, enquanto que em Guaxupé (MG) os negócios seguiam estáveis em R$ 571,00/sc.

Veja também:

» Consolidação da produção de café deverá trazer mais volatilidade

» Clique e veja as cotações completas de café

Por:
Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário