Café: Preços seguem registrando altas na Bolsa de Nova York nesta 6ª feira, buscando recuperação

Publicado em 02/12/2016 11:16
158 exibições

As cotações futuras do café na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) deram continuidade aos ganhos registrados no início do pregão nesta sexta-feira (02). O mercado vem de um período de sessões consecutivas de queda, após ser impactado pela alta do dólar no Brasil e também pelo desempenho favorável da safra 2017/2018 de café. No pregão anterior, as cotações chegaram a ceder mais de 500 pontos, diante de movimentações técnicas.

Às 12h02, o vencimento março/17 anotava ganhos de 75 pontos era cotado a 145,65 cents/lb. O contrato maio/17 operava a 148,00 cents/lb, com ganhos de 80 pontos, assim como julho/17 que era negociado a 150,15 cents/lb. Já setembro/17 anotava valorização de 75 pontos e tinha referência de 152,10 cents/lb.

O analista da Maros Corretora, Marcus Magalhães, aponta que o mercado pode seguir em ganhos na sessão, após as quedas significativas nos últimos pregões. "Acho que estamos em viés positivo, a demanda é constante e estoques são muito apertados", explica.

Nas últimas sessões, o mercado internacional vem registrando quedas consecutivas, refletindo o cenário de dólar e também na redução da preocupação com o abastecimento na próxima temporada. O analista da Safras & Mercado, Gil Carlos Barabach, explica que as cotações tem operado de forma técnica nos últimos e que o câmbio deve continuar sendo um doa fatores mais importantes.

No Brasil, o dólar registrava recuo de 0,35% e era cotado a R$ 3,456 na venda. Segundo informações da agência de notícias Reuters, o Banco Central havia voltado entrar no mercado de câmbio, após a forte alta registrada na sessão anterior – que refletiu as incertezas políticas do Brasil e dados da economia americana.

Para o clima, a Somar Meteorologia explica que um sistema de baixa pressão atmosférica deve passar no Brasil próximo final de semana, causando chuvas significativas no Paraná, São Paulo e Minas Gerais. No início da próxima semana, precipitações também podem ocorrer no Cerrado Mineiro, Zona da Mata de Minas e Espírito Santo.

No mercado físico, por volta das 9h30, o tipo 6 duro era negociado a R$ 535,00 pela saca de 60 quilos em Poços de Caldas (MG), com alta de 0,19%. Em Espírito Santo do Pinhal (SP), a saca seguia cotada a R$ 540,00 e em Guaxupé (MG) a R$ 527,00 por saca.

» Clique e veja as cotações completas de café

Por:
Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário