Café: OIC estima recuperação na safra global 2016/17 de arábica; produção de robusta cairá na maioria dos países

Publicado em 19/12/2016 13:55 122 exibições

A OIC (Organização Internacional do Café) reportou em relatório mensal (novembro), divulgado na última sexta-feira (16), que após dois anos seguidos de déficit, a safra 2016/17 de café deve apresentar recuperação, principalmente por conta da variedade arábica. "As perspectivas para o arábica são mais positivas", disse. Já o robusta deve apresentar queda na maioria dos países produtores do grão.

"Atualmente a disponibilidade de café permanece suficiente, com as exportações totais de 112,4 milhões de sacas de 60 kg nos últimos 12 meses", informou a OIC em relatório. No entanto, essa oferta maior do grão no mercado contribuiu para uma pressão nos preços da commodity, tanto rábica como robusta.

"A recente recuperação dos preços do café sofreu uma inversão significativa em novembro de 2016, atribuível às perspectivas de melhor clima no Brasil e no Vietnã e, simultaneamente, à depreciação do real brasileiro", avaliou a entidade em relatório. Em 7 de novembro, o indicativo composto de café da OIC atingiu seu pico em 23 meses, com 155,52 centavos de dólar por libra-peso. No fim do mês, no entanto, caiu para  137,01 centavos. Uma baixa de 18,5 centavos.

De acordo com o relatório da OIC, "embora a oferta ao londo dos últimos anos tenha sido curta, com déficits tanto em 2014/15 como em 2015/16, existe um potencial de recuperação na temporada 2016/17, particularmente no arábica. A produção de robusta ainda deverá cair, com antecipação de safras mais baixas na maioria dos grandes produtores, mas as perspectivas para o arábica são mais positivas", ressaltou a entidade máxima do setor.

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário