Cafés finalistas do 13º Concurso Nacional ABIC de Qualidade começam a ser leiloados

Publicado em 26/01/2017 11:28
108 exibições

O leilão dos 8 lotes finalistas do 13º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café foi aberto nesta quinta-feira (26) e segue até sexta-feira da próxima semana (03/02). São 3 finalistas na categoria Microlote; 3 na categoria Café Cereja Descascado e 2 na categoria Café Natural, totalizando 36 sacas. O lance mínimo foi estipulado em R$ 871,00 a saca, equivalente a 50% acima da cotação BMF/Bovespa da terça-feira (24), conforme regulamento da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), entidade promotora do evento.

O leilão é aberto a torrefadoras, cafeterias e demais pessoas jurídicas interessadas. Para participar, a empresa deve preencher a Ficha de Lance Comprador que está disponível no site www.abic.com.br. Os lances poderão ser dados on-line pela ficha que, automaticamente, enviará uma cópia para o e-mail fornecido, ou para [email protected].

Nesta edição, o pregão poderá ser acompanhado todos os dias diretamente no site da ABIC, permitindo mais transparência e maior competição entre os participantes, que poderão renovar seus lances caso tenham sido superados por outra empresa. Os lances podem ser dados para aquisição de uma única saca ou de todo um lote, ou mesmo para compra de sacas de diversos lotes. Os microlotes são de 2 sacas de 60 kg, apenas. Nas demais categorias os lotes têm 6 sacas.

No dia 7 de fevereiro serão divulgadas as empresas campeãs do leilão, que são aquelas que deram os maiores lances. Todos os cafés serão industrializados e chegam aos consumidores em abril, compondo a 13ª Edição Especial dos Melhores Cafés do Brasil.

Resultado

Os cafés finalistas desta edição passaram, em dezembro, pelo crivo de um Júri Técnico, composto por provadores e especialistas, e em janeiro foram avaliados por um Júri Popular, integrado por consumidores em reuniões realizadas em São Paulo, Paraná, Espírito Santo e Bahia, estados produtores participantes do concurso. A pontuação do Júri Técnico correspondeu a 70% da nota final, e a do Júri Popular, a 15%. A soma incluiu também a nota de Sustentabilidade da Propriedade, equivalente aos 15% restantes.

O microlote do cafeicultor José Alexandre Abreu de Lacerda, produzido no Sítio Pedra Menina, em Dores do Rio Preto (ES) foi eleito o campeão do 13º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café, com a nota final de 8,60 pontos (em uma escala de 0 a 10).

 

 Resultado Final do 13º Concurso ABIC de Qualidade do Café

1º - Microlote – José Alexandre Abreu de Lacerda – Nota Final: 8,60

- Sítio Córrego Pedra Menina -  Dores do Rio Preto – ES

- Descrição sensorial: Aroma frutado, doce e equilibrado. Bebida adocicada levemente maltada, bom corpo.

2º - Cereja Descascado – Antônio Rigno de Oliveira – Nota Final: 8,57

 - Fazenda São Judas Tadeu – Piatã - BA

 - Descrição sensorial: Aroma floral e de pêssego, sabor cítrico e aveludado com boa acidez e corpo equilibrado.

 

3º - Microlote – Clayton Mapelli Cerri - Nota Final: 8,56

- Sítio Anhumas – São Sebastião da Grama - SP

- Descrição sensorial: Aroma frutado com notas de castanha cozida, bebida bem refrescante.

 

4º - Cereja Descascado – Homero Teixeira de Macedo Jr. - Nota Final: 8,40

- Fazenda Recreio – São Sebastião da Grama - SP

- Descrição sensorial: Aroma floral e sabor doce  achocolatado intenso, bom corpo

 

5º - Cereja Descascado – Flávia Garcia Mureb Saldanha Rodrigues - Nota Final: 8,31

- Fazenda Califórnia – Jacarezinho - PR

- Descrição sensorial: Aroma frutado com notas de pêssego e levemente achocolatado.

 

6º - Microlote – Ceres Trindade de Oliveira Santos - Nota Final: 8,05

 - Sítio São Joaquim – Jardim Távora - PR

 - Descrição sensorial: Aroma frutado com acidez média, notas de achocolatado.

 

7º - Natural – Antônio Cesar Neri de Sousa Santos - Nota Final: 7,73

- Fazenda Primavera – Vitória da Conquista – BA

- Descrição sensorial: Aroma frutado com leve nota maltado e damasco. Acidez média.

 

8º - Natural –Evilásio Shigueaki Mori - Nota Final: 7,57

- Sítio Mori – Cambira – PR

- Descrição sensorial: Aroma frutado, levemente cítrico lembrando abacaxi seco com fundo achocolatado doce e caramelo.

Tags:
Fonte: Asscom ABIC

0 comentário