Café: Cotações do arábica têm ampla oscilação nesta 2ª, mas encerram sessão com leve alta em NY

Publicado em 26/11/2018 17:37
244 exibições

LOGO nalogo

Os futuros do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) encerraram a sessão desta segunda-feira (26) com leve alta. O mercado externo do grão oscilou dos dois lados da tabela no dia, mas o campo positivo acabou prevalecendo em ajustes técnicos ante o fechamento no pregão anterior.

O vencimento dezembro/18 encerrou o dia com baixa de 15 pontos, a 107,00 cents/lb, e o março/19 avançou 30 pontos, cotado a 111,25 cents/lb. Já o contrato maio/19 registrou 114,15 cents/lb com ganhos de 35 pontos e o julho/19 registrou 116,95 cents/lb e 45 pontos de valorização.

As cotações do arábica trabalharam pela manhã com leve alta ante a queda de mais de 300 pontos na última sexta-feira (23), o campo negativo, no entanto, passou a ser visto durante a tarde com influência do câmbio, mas no fim dos trabalhos o mercado virou, fechando com leves ganhos.

"Os preços do café arábica de março/19 caíram para uma baixa de um mês e meio pela manhã, depois que o real se desvalorizou em mínimas de um mês e meio contra o dólar, o que dá incentivo aos produtores brasileiros de café a exportarem", reportou o site internacional Barchart.

Além disso, segundo o site especializado em commodities, as chuvas nos últimos dias em áreas produtoras também ajudaram a pressionar o grão. No entanto, no fim dos trabalhos, ajustes passaram a ser vistos e o mercado fechou com leve alta, mas bastante próximo da estabilidade nos principais vencimentos.

O dólar comercial encerrou a sessão desta segunda-feira com alta de 2,49%, cotado a R$ 3,9175 na venda, com fluxo de saída de recursos em meio a um ambiente de aversão ao risco e atenção ao cenário político local. Esse foi o maior patamar de fechamento da divisa desde o começo de outubro.

Mercado interno

Os negócios no mercado brasileiro seguiram tranquilos nos últimos dias. "Os preços praticados atualmente são desestimulantes para os cafeicultores e o feriado municipal em diversas cidades brasileiras na terça-feira, conjugado com um feriado nacional nos EUA na quinta-feira, esvaziou ainda mais as negociações", destacou o Escritório Carvalhaes.

De acordo com dados da consultoria Safras & Mercado, as vendas neste ano estão levemente atrasadas. A projeção é de que os produtores venderam até o dia 19 de novembro 59% da produção (35,79 milhões de sacas de 60 kg), de uma safra de 60,5 milhões de sacas.

O café tipo cereja descascado registrou maior valor de negociação em Poços de Caldas (MG) com saca a R$ 478,00 e alta de 2,214%. As maiores oscilações no dia ocorreram em Varginha (MG) (+2,22% e saca a R$ 460,00) e Lajinha (MG) (-2,22% e saca a R$ 440,00).

O tipo 4/5 registrou maior valor de negociação em Franca (SP) com saca a R$ 460,00 e avanço de 3,37%. A oscilação mais expressiva ocorreu em Varginha (MG) com queda de 3,45% e saca a R$ 450,00.

O tipo 6 duro registrou maior valor de negociação em Patrocínio (MG) (+2,35% e saca a R$ 445,00) e Varginha (MG) (+1,14% e saca a R$ 445,00). A maior oscilação ocorreu no Oeste da Bahia com queda de 3,45% e saca a R$ 420,00.

Na sexta-feira (23), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, teve a saca de 60 kg cotada a R$ 435,32 e queda de 0,80%.

» Clique e veja as cotações completas do café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Jorge Marçal Belford Roxo - RJ

    Excelente matéria do Café Arábica, com a cotação de hoje (fundamental), era tudo o que eu precisava saber, pois trabalho com Café; simplesmente formidável a matéria, sob todos aspectos... (Jorge Marçal, empresário/comerciante de café), professor de Letras).

    0