CNC: Conselho do Agro debate política agrícola e tributação

Publicado em 25/02/2019 09:43
116 exibições
Presidente do CNC, Silas Brasileiro, revela que o colegiado busca melhorias para crédito agrícola, seguro rural e tributação do setor

Na quarta-feira, 20, o presidente do Conselho Nacional do Café (CNC), Silas Brasileiro, participou da primeira reunião de 2019 do Conselho do Agro, na sede da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em Brasília (DF). Durante o encontro, foram debatidos temas relativos à política agrícola e à tributação do setor no Brasil.

"Discutimos novas fontes de financiamentos para o agronegócio, haja vista que a maior parte do crédito agrícola tem juros aplicados com taxas livres por parte dos bancos. Também falamos sobre a necessidade de um seguro rural mais amplo para subsidiar a produção, que é crescente e exemplar no Brasil, mas sempre sujeita a intempéries, e discorremos sobre a necessidade da manutenção da Lei Kandir, porque entendemos, dentro do Conselho do Agro, que exportar tributos é algo que não podemos concordar de forma alguma", relata Brasileiro.

O presidente do CNC informa que a CNA contratou especialistas para contribuir com a elaboração das propostas do setor a serem entregues à União. "Nosso desafio é debater o tamanho dos recursos que o Governo Federal disponibilizará ao Plano Safra 2019/20, evoluir no que se refere ao seguro rural e não permitir onerações tributárias que afetem nossa competitividade, de maneira que os produtores possam ter tranquilidade em sua atividade", explica.

Na reunião, o presidente da CNA, João Martins, que coordenou os trabalhos do Conselho, comunicou que o colegiado ampliou sua representatividade, passando a contar com as contribuições de outros elos da cadeia produtiva do agronegócio, como a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA).

“Além de indústria, somos também plantadores de cana e vivemos todos os desafios e necessidades do processo de produção agrícola. Queremos participar ainda mais das pautas importantes do agronegócio brasileiro e contribuir com o nosso know how”, destacou o presidente da Unica, Evandro Gussi, em nota da CNA.

Também no encontro, o coordenador do Centro de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (FGV), ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues, apresentou seu mais recente livro “Agro é Paz”. Projeto estratégico de longo prazo elaborado pelos centros urbano e rural, a obra aborda os desafios da segurança alimentar para o Brasil e a importância que o país possui na alimentação mundial.

Tags:
Fonte: CNC

Nenhum comentário