Café: Futuros do arábica se ajustam ante alta da véspera e caem nesta tarde de 4ª

Publicado em 26/06/2019 12:16 e atualizado em 26/06/2019 15:14
285 exibições
Depois de iniciar o dia em baixa, o mercado passou a subir no fim da manhã e oscila dos dois lados da tabela

LOGO nalogo

Os futuros do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) trabalham sem direcionamento definido tarde de quarta-feira (26). Depois de iniciar o dia em baixa, o mercado passou a subir no fim da manhã e oscila dos dois lados da tabela.

Por volta das 12h31 (horário de Brasília), o vencimento julho/19 tinha alta de 50 pontos, cotado a 106,95 cents/lb, o setembro/19 registrava 106,45 cents/lb e caía 100 pontos e o contrato dezembro/19 perdia 95 pontos, a 110,10 cents/lb.

Na véspera, o arábica teve alta de mais de 400 pontos com a previsão de frio no Brasil, ajustes, câmbio e dados de estoques. "As conversas sobre o clima frio estão deixando alguns vendidos um pouco nervosos", disse um operador para a agência de notícias Reuters

Nesta manhã de quarta-feira, o mercado chegou a testar ajustes pela manhã, depois voltou a subir e passou a cair no início da tarde. A colheita da safra 2019/20 segue no Brasil, mas as preocupações climáticas estão no radar para o próximo ano.

A Cooxupé (Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé) informou nesta terça-feira que a colheita dos seus cooperados atingiu 43,48% até o dia 21 de junho. Os trabalhos estão mais acelerados do que nos últimos anos. Em 2018, era 22,93% da produção colhida.

A expectativa é de produção de 7,6 milhões de sacas na área de atuação da Cooxupé.

No Brasil, no último fechamento, o tipo 6 duro era negociado a R$ 432,00 a saca de 60 kg em Guaxupé (MG) e em Poços de Caldas (MG) estavam valendo R$ 400,00.

» Clique e veja as cotações completas do café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário