Café: arábica encerra 2ª com quedas de até 220 pts em NY

Publicado em 22/07/2019 16:33
443 exibições

LOGO nalogo

Nesta segunda-feira (22), o mercado do café encerrou com quedas de até 220 pontos nos principais vencimentos na Bolsa de Nova York (ICE Futures Group), continuando o movimento visto ao longo do dia.

O contrato setembro/19 teve queda de 220 pontos, a 105,10 cents/lb. Para dezembro/19, houve alta de 5 pontos, a 111,20 cents/lb. Março/20 teve queda de 210 pontos, a 112,70 cents/lb. Para Maio/20, a queda foi de 205 pontos, a 115,05 cents/lb.

O analista de mercado Jack Scoville, da Price Futures Group, destaca que o mercado continua falando sobre as geadas que atingiram o Brasil, mas que ninguém fala sobre danos para este ano e, sim, para a próxima safra.

Por sua vez, o Brasil também continua tendo uma forte taxa de exportação, como destaca o analista, com 2,8 milhões de sacas exportadas em Junho. Enquanto isso, a colheita está em passo lento e os produtores tentam estocar a safra por conta dos preços baixos atuais.

Segundo análise do site Barchart, os preços do café estão mais baixos por conta das informações do clima mais seco no Brasil, o que atua para acelerar os trabalhos de colheita por aqui.

Por volta das 16h33 (horário de Brasília), o dólar comercial era cotado a R$3,738.

Mercado interno

O café arábica tipo 4/5 teve queda de -1,16% em Franca (SP), a R$425,00, enquanto as demais cotações permaneceram estáveis.

Para o tipo 6 duro, a maior queda foi de -2,35% em Patrocínio (MG), a R$415,00. O maior valor era registrado em Guaxupé (MG), a R$431,00, apesar da queda de -0,69% nesta praça.

Por sua vez, o café cereja descascado teve queda de -1,10% em Patrocínio (MG), a R$450,00 e queda de -1,04% em Guaxupé (MG), a R$474,00, com as demais praças estáveis.

>>>Clique e veja mais cotações do café

Por: Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Carlos Rodrigues

    Surreal.... o setor especulativo encontra sempre motivo para baixar o preço... haja chuva , geada , seca ou outra coisa qualquer... os produtores andam cegos!!!

    0