Café arábica sobe mais de 100 pts em NY nesta 4ª feira com forte queda do dólar

Publicado em 04/09/2019 17:07 e atualizado em 04/09/2019 17:52
314 exibições

LOGO nalogo

Os contratos futuros do café arábica encerraram a sessão desta quarta-feira (04) com alta de mais de 100 pontos na Bolsa de Nova York (ICE Futures US). O mercado realizou ajustes ante a sessão anterior, mas teve importante suporte do câmbio.

Os lotes com vencimento para dezembro/19 encerrou o dia com alta de 105 pontos, a 96,60 cents/lb e o março/20 anotou 100,05 cents/lb e 105 pontos de avanço. O maio/20 anotou 102,30 cents/lb e 100 pontos de ganhos e o julho/20 subiu 105 pontos, a 104,40 cents/lb.

"Os preços do café subiram nesta quarta-feira devido a uma alta do real em relação ao dólar", destacou o site internacional Barchart. Às 16h31, pouco depois do fechamento do café na ICE, o dólar comercial tinha queda de 1,77%, cotado a R$ 4,106 na venda.

"Um real mais forte desencoraja as vendas para exportação por parte do Brasil", destacou o site internacional. O dólar caía forte nesta quarta-feira acompanhando apetite ao risco no exterior e dados positivos da China e Europa, segundo a Reuters.

"Muita tensão foi acumulada nas últimas semanas, e o investidor finalmente viu uma luz no fim do túnel. Ainda há muita incerteza sobre o comércio mundial, dada as tensões entre EUA e China e os desdobramentos do Brexit, mas, momentaneamente, tudo parece estar bem", disse Ricardo Gomes da Silva Filho, analista da Correparti Corretora, para a agência de notícias.

Na véspera, o mercado do café teve quedas de mais de 100 pontos com dados da OIC (Organização Internacional do Café) que apontaram que a exportação global nos nove meses de 2018/19 subiram mais de 10%, para 109,4 milhões de sacas de 60 kg. 

A exportação mundial de café em julho teve aumento de 9,5% em julho deste ano em relação ao mesmo período do ano anterior, totalizando 11,34 milhões de sacas de 60 kg.

Mercado interno

O mercado físico brasileiro registrou mais negócios no final da semana passada acompanhando a subida do dólar que não causou quedas no valor do café em Nova York e possibilitou avanços externos, mas quedas passaram a ser vistas nesta semana.

O café tipo cereja descascado registrou maior valor em Guaxupé (MG) com saca a R$ 474,00 – estável. A oscilação mais expressiva ocorreu em Varginha (MG) com alta de 7,69% e saca a R$ 490,00. 

O tipo 4/5 registrou maior valor de negociação em Franca (SP) com saca a R$ 430,00 – estável. A maior oscilação no dia dentre as praças ocorreu em Varginha (MG) com saca a R$ 425,00 e avanço de 2,41%.  

O tipo 6 duro registrou maior valor de negociação em Guaxupé (MG) com saca a R$ 426,00 – estável. A maior oscilação no dia ocorreu em Varginha (MG) com alta de 2,44% e saca a R$ 420,00. 

Na terça-feira (03), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, teve a saca de 60 kg cotada a R$ 420,55 e alta de 0,71%.

» Clique e veja as cotações completas do café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário