Café arábica encerra sessão desta 5ª com quedas de mais de 100 pts com oferta e câmbio

Publicado em 24/10/2019 17:18
296 exibições

LOGO nalogo

As cotações futuras do café arábica encerraram a sessão desta quinta-feira (24) com quedas de mais de 100 pontos na Bolsa de Nova York (ICE Futures US). O mercado acompanha o câmbio e uma nova onda de otimismo dos operadores com a oferta, apesar de dados de baixos suprimentos.

O vencimento dezembro/19 registrou queda de 130 pontos, negociado a 96,45 cents/lbp e o março/20 anotou 99,90 cents/lbp com baixa de 130 pontos. O maio/20 perdeu 125 pontos, a 102,10 cents/lb, e o julho/20 caiu 120 pontos, a 104,20 cents/lbp.

O mercado externo do variedade oscilou dos dois lados da tabela nesta quinta-feira na ICE, mas as perdas foram consolidadas, estendendo as perdas da sessão anterior. Movimentações técnicas, oscilações cambiais e oferta pressionaram os preços.

"Os preços do café caíram na quinta-feira com amplos suprimentos. A Associação de Café Verde dos EUA informou na terça-feira passada que os estoques de café verde dos EUA subiram 14% de um ano para o outro, atingindo uma alta de 2 anos em 7,352 milhões de sacas", disse o Barchart.

O vice-presidente da Price Futures Group, Jack Scoville, ressalta ainda que as floradas recentes animaram o mercado. "As áreas de cultivo de arábica receberam chuvas necessárias para a floração nos últimos dias e os relatórios indicam que ela está começando muito bem", disse.

Apesar do otimismo, na última semana, a Cooxupé destacou para a Reuters que apesar das ideias de superávit, a cooperativa já havia vendido toda sua oferta de contratos com entregas futuras. A cooperativa de Guaxupé é a maior de café do Brasil.

"Os fundos venderam uma quantidade enorme de café nos últimos 30 dias, e esse café não existe, então não sei como vai ficar isso", disse o superintendente comercial da Cooxupé, Lúcio de Araújo Dias para a agência internacional de notícias.

Apesar de também oscilar dos dois lados da tabela no dia, às 17h08, o dólar comercial tinha alta de 0,30%, cotado a R$ 4,045 na venda, com a divisa em movimento de reação depois de perder o patamar de R$ 4,00 durante os trabalhos desta quinta.

Mercado interno

No mercado brasileiro, os negócios com café arábica continuam lentos. Nesta quinta-feira, os principais tipos tiveram preços estáveis a mais baixos acompanhando o cenário externo, o que contribui para o distanciamento dos produtores.

O café tipo cereja descascado registrou maior valor em Espírito Santo do Pinhal (SP) com saca a R$ 490,00 – estável. A maior oscilação no dia ocorreu em Patrocínio (MG) e Poços de Caldas (MG), ambas com queda de 1,11% e saca a R$ 445,00.

O tipo 4/5 registrou maior valor de negociação em Franca (SP) e Varginha (MG), ambas com saca cotada a R$ 430,00. A maior oscilação no dia foi em Poços de Caldas (MG) com queda de 1,19% e saca a R$ 415,00.

O tipo 6 duro registrou maior valor de negociação em Varginha (MG) com saca a R$ 425,00 – estável. A maior oscilação no dia foi registrada em Espírito Santo do Pinhal (SP) com queda de 2,33% e saca cotada a R$ 420,00.

Na quarta-feira (23), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, teve a saca de 60 kg cotada a R$ 420,48 e baixa de 0,40%.

» Clique e veja as cotações completas do café

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Frank Scanavachi Guapé - MG

    Alguém que postou fotos de floradas espetaculares do café voltou na lavoura pra tirar foto do chumbinho pego? Porque aqui em Guapé vai sobrar pouco!

    0