Café: Bolsa de Nova York encerra sessão desta 2ª feira com quedas de até 35 pontos

Publicado em 04/11/2019 17:07
357 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica encerrou a sessão desta segunda-feira (4) com leves altas na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Após iniciar o dia com quedas técnicas, as cotações foram encerradas com quedas de até 35 pontos. 

O contrato com vencimento em dezembro/19 registrou a maior queda, com 35 pontos e encerrando o dia por 103,65 cents/lbp. Março/20 foi cotado a 107,25 cents/lbp e teve queda de 30 pontos, maio/20 caiu 15 pontos e finalizou as negociações por 109,50 cents/lbp. Julho/20 teve a menor queda registrada, com 10 pontos, e cotação a 111,55 cents/lbp. 

O site internacional, Barchart destacou que o mercado do café está recebendo apoio das expectativas de uma oferta mais apertada. "A Marex Spectron Group elevou na última segunda-feira sua estimativa global do déficit de café 2019/20 para -4,7 milhões de sacas, ante uma previsão anterior de -3,4 milhões de sacas. Além disso, na segunda-feira, a Coex Coffee International previu um déficit global de café em 2019/20 de -6,6 milhões de sacas, à medida que o Brasil coleta a menor de sua colheita bienal", afirmou. 

Outro ponto que tem sido destacado dentro do mercado e no cenário internacional, são as previsões do tempo para o Brasil e em relação às preocupações com as colheitas. "Os dados de hoje da Somar Meteorologia mostraram que as chuvas em Minas Gerais, a maior região produtora de café arábica do Brasil, mediram apenas 24,6 mm na semana passada, ou 73% da média histórica", afirmou o site. 

O dólar encerrou as cotações do dia com alta de 0,3% e cotado a R$ 4,007 no valor para venda. O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo e quando a moeda americana está mais valorizada, acaba encorajando as vendas dos cafeicultores brasileiros para exportações. 

Mercado Interno

No Brasil o mercado interno acompanhou o exterior e registrou pequenas variações. 

O tipo 6 duro teve a maior variação registrada em Espírito Santo do Pinhal/SP, com elevação de 2,33% e sendo cotado a R$ 440,00. Apesar de manter a estabilidade, o maior valor de negociação foi registrado em Guaxupé/MG, por R$ 445,00. Em Poços de Caldas/MG a alta foi de 0,47% e negociação finalizada por R$ 432,00. 


O tipo 4/5 registrou variação apenas em Poços de Caldas/MG, com elevação de 0,45%, por R$ 442,00. Varginha/MG manteve a estabilidade por R$ 440,00 e Franca/SP por R$ 455,00. 

O tipo cereja descascado teve queda de 2% em Espírito Santo do Pinhal, com valor sendo fechado por R$ 490,00. A maior elevação foi de 1,05%, sendo cotado a R$ 480,00. Guaxupé/MG não registrou variações e manteve R$ 494,00. 

>>> Confira mais cotações aqui

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário