Café: NY encerra sessão com quedas técnicas; estoque dos EUA movimentam preços para baixo

Publicado em 18/11/2019 17:07
469 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica encerrou a sessão desta segunda-feira (18) com baixas de até 60 pontos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). As cotações iniciaram o dia com leves quedas, subiu até 115 pontos no início da tarde, mas voltou a recuar e encerrou as negociações com baixas. 

O contrato com vencimento em dezembro/19 registrou a maior variação, com baixa de 60 pontos e encerrou as negociações por 105,55 cents/lbp. Março/20 teve queda de 45 pontos, valendo 109,20 cents/lbp, maio/20 recuou 45 pontos, por 111,55 cents/lbp e julho/20 registrou baixa de 50 pontos, encerrando o dia por 113,65 cents/lbp.

Segundo Haroldo Bonfá, da Pharos Consultoria, o mercado não registrou grandes variações e andou de lado, esperando por notícias que movimentem as negociações. "A desvalorização do real pressiona contra Nova York e mesmo assim ele não saiu do lugar, significa que está sem forças para continuar na subida a espera de notícias", afirma o especialista.

Nesta segunda-feira, o dólar subiu 0,30%, a 4,2061 reais na venda. Com isso, a cotação deixou para trás o recorde anterior nominal para um fechamento --de 4,1957 reais na venda, do dia 13 de setembro de 2018.  

Falando em notícias, Haroldo afirma que informações meteorológicas de fortes chuvas nas regiões cafeeiras nos próximos dias, também impulsionam o mercado para baixo. "Podemos falar que o mercado andou de lado hoje porque as negociações foram baixas", comenta o especialista. 

Mercado Interno

No mercado brasileiro as negociações também não registraram grandes variações. Segundo o analista, produtores brasileiros estão aflitos com os números divulgados pela GCA (Green Coffee Association) na última sexta-feira (15). Dados do relatório indicam que o estoque de café dos Estados Unidos subiu 16,2% no mês de outubro e contabilizam agora 7,178 milhões sacas. 

"O pessoal ficou preocupado com os números do Estados Unidos divulgados pela GCA. O movimento é inversamente proporcional, quanto mais estoque, mais pressiona para baixo os preços", analisa Haroldo. 

O tipo 6 duro registrou baixa de 0,42% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 473,00. Em Patrocínio/MG a baixa foi de 1,06%, valendo R$ 465,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 476,00. Em Franca/SP foi registrada a maior baixa, com queda de 3,09% encerrando as negociações por R$ 470,00. 

O tipo 4/5 também registrou a maior baixa em Franca/SP, com recuo de 3,03% e cotação a R$ 480,00. Em Poços de Caldas/MG a baixa foi de 0,41%, valendo R$ 483,00 e em Varginha/MG foi mantida a estabilidade por R$ 480,00. 

O tipo cereja descascado teve baixa de 0,36% em Poços de Caldas/MG e encerrou as negociações por R$ 553,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 520,00. Em Patrocínio/MG não foram registradas variações e a negociação foi mantida por R$ 520,00, assim como em Varginha/MG que a estabilidade foi mantida por R$ 500,00. 

>>> Veja mais cotações aqui
 

Por: Virgínia Alves
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário