Café: Grupo 3corações compra divisão de torrado e moído da Mitsui Alimentos

Publicado em 18/02/2020 09:29
118 exibições

LOGO estadao

O Grupo 3corações, maior empresa no segmento de café no Brasil e joint venture entre a Holding São Miguel e a israelense Strauss, anunciou nesta segunda-feira, 17, a aquisição da divisão de café torrado e moído da Mitsui Alimentos, a subsidiária da Mitsui & Co., Ltd. no Japão e a Mitsui & Co. (Brasil) S.A., por R$ 210 milhões.

Conforme o presidente do Grupo 3corações, Pedro Lima, a compra consolida ainda mais a posição da companhia no mercado brasileiro. "Essa é a maior aquisição já realizada pelo Grupo 3corações e é um importante passo para a consolidação da nossa posição no segmento de café torrado e moído, principalmente na região Centro-Oeste e no Estado de São Paulo."

A Mitsui detém as marcas Café Brasileiro; .br Gold (especial); 3 Fazendas; Premiado; Café Superior e Bandeira, além da linha de solúveis, achocolatados, cápsulas e drip coffee, duas fábricas de café torrado e moído, em Araçariguama (SP), e Cuiabá (MT), e um centro de distribuição em Campo Grande (MS).

Em comunicado, o Grupo 3corações informa que a compra faz parte do plano de expansão da companhia no Brasil, com foco agora no Centro-Oeste do País, fortalecendo sua liderança na região. Com a nova aquisição, o Grupo 3corações também reforça sua liderança nacional. O negócio de exportação de café verde da Mitsui Alimentos permanece sob o guarda-chuva da Mitsui & Co., Ltd.

Criada em 1959, em Dracena, São Paulo, por uma família de imigrantes japoneses, a Yoshioka & Cia se tornou afiliada da companhia japonesa Mitsui & Co., Ltd. em 1974, resultando na Mitsui Alimentos, que desde então tem trabalhado para solidificar a marca Café Brasileiro, caracterizado pelo refinado sabor e elevado padrão de qualidade. A empresa está entre uma das maiores torrefadoras de café no Brasil. As marcas da Mitsui Alimentos detêm uma participação de 3,8% no mercado e é a quinta maior empresa de café do País.

O processo de aquisição ainda depende da aprovação das autoridades governamentais brasileiras, e apenas após essa aprovação o Grupo 3corações poderá assumir a operação e integrar as novas unidades de negócio e marcas.

Tags:
Fonte:
Estadão Conteúdo

0 comentário