Café reage e altas de mais de 400 pontos voltam a ser registradas em NY

Publicado em 21/02/2020 12:01
727 exibições
O mercado volta a subir após quedas motivadas pelo dólar e aversão ao risco pelo Coronavírus

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica voltou a registrar altas significativas no início da tarde desta sexta-feira (21) na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Os contratos voltam a registrar altas após encerrar a última sessão com baixas nos principais contratos. 

Às 11h58 (horário de Brasília), março/20 registrava alta de 100 pontos, valendo 104,60 cents/lbp, maio/20 subia 450 pontos, cotado por 109,45 cents/lbp, julho/20 tinha alta de 440 pontos, valendo 111,50 cents/lbp, setembro/20 registrava valorização de 435 pontos, cotado por 113,40 cents/lbp. 

O mercado volta a subir após quedas motivadas pelo dólar e aversão ao risco envolvendo o Coronavírus, que derrubou o mercado de ações na quinta-feira (20) e também impactou diretamente nos preços de café. Eduardo Carvalhaes, analista de mercado do Escritório Carvalhaes, destaca que os números foram expressivos, mas em termos de fundamentos não há motivos para quedas no mercado futuro. Desde semana passada, analistas apontam em um momento de recuperação para o setor cafeeiro. 

No Brasil, o mercado interno acompanhou Nova York na última sessão e o volume de negócios continuam abaixo da média desde o início do ano devido aos preços mais baixos do que era esperado pelo produtor. De acordo com o analista, no início da manhã, quando Nova York registrava apenas movimentações técnicas, negócios chegaram a ser fechados com preços entre R$ 530 e R$ 540,00 na saca do café cereja. "O produtor já não tem muito café em mãos, é natural que seja mais resistente em vender por esses valores", afirma. 

O tipo 6 duro teve a queda mais expressiva registrada em Espírito Santo do Pinhal/SP, com baixa de 3,92% e preços estabelecidos por R$ 490,00. Em Guaxupé/MG a queda foi de 2,15%, valendo R$ 500,00. Poços de Caldas/MG registrou queda de 2,02%, cotado por R$ 485,00 e Varginha/MG teve baixa de 2,97%, valendo R$ 485,00.

O tipo cereja descascado registrou queda de 2,88% em Varginha/MG, estabelecendo os preços por R$ 505,00. Guaxupé/MG teve baixa de 1,80%, por R$ 545,00. Poços de Caldas/MG registrou queda de 1,40%, valendo R$ 562,00 e Patrocínio/MG registrou baixa de 1,77%, estabelecendo os preços por R$ 555,00.

O tipo 4/5 registrou queda de 2,94% em Varginha/MG, cotado por R$ 495,00. Em Franca/SP a queda foi de 1,92%, com preços por R$ 510,00 e Poços de Caldas/MG registrou queda de 1,57%, sendo cotado por R$ 502,00. 

>>> Veja mais cotações aqui

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário