Café abre com valorização após perdas na última sessão; dólar pode sustentar preços em NY

Publicado em 21/07/2020 09:14 261 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica abriu a sessão desta terça-feira (21) com valorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US), recuperando parte das perdas do último pregão. 

Por volta das 09h12 (horário de Brasília), setembro/20 tinha alta de 105 pontos, valendo 100,80 cents/lbp, dezembro/20 tinha valorização de 105 pontos, negociado por 103,50 cents/lbp, março/21 registrava alta de 115 pontos, valendo 105,75 cents/lbp e maio/21 tinha alta de 95 pontos, negociado por 106,70 cents/lbp. 

No último pregão, as cotações voltaram a registrar quedas com base nas incertezas sobre o consumo de café no pós pandemia. Além disso, as previsões de tempo estável no Brasil também ajuda a pressionar os preços, favorecendo a colheita do café no sul de Minas Gerais. 

Também por volta deste horário, o dólar tinha queda de 0,69% e era cotado por R$ 5,31 na venda. O dólar em queda pode dar suporte de alta nos preços do café. Mesmo com a queda, os valores ainda são positivos para exportação. O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo.

Para o analista de café Guilherme Morya, do Rabonk, a tendência para o terceiro trimestre é de altos e baixos para os preços do café. "Somente no quarto trimestre a gente pode começar a pensar em um cenário um pouco diferente, dependendo bastante da demanda e do Brasil que colhe menos no próximo ciclo", destaca. Afirma ainda que as condições climáticas devem continuar sendo acompanhadas de perto durante todo o período. 

>>> Rabobank: Países concorrentes enfrentam problemas e café brasileiro continua sendo o mais competitivo no mercado

Mercado Interno - Última sessão 

O tipo 6 bebida dura bica corrida registrou baixa de 1,92% em Guaxupé/MG, sendo negociado por R$ 512,00. Poços de Caldas/MG teve queda de 1,59%, valendo R$ 494,00. Patrocínio/MG registrou queda de 2,91%, negociado por R$ 500,00. Varginha/MG teve a baixa mais expressiva, de 4,55%, estabelecendo os preços por R$ 525,00. Campos Gerais/MG teve queda de 0,93%, valendo R$ 531,00. Em Franca/SP a desvalorização foi de 3,77%, com preços estabelecidos por R$ 510,00.

O tipo cereja descascado teve baixa de 1,70% em Guaxupé/MG, valendo R$ 577,00. Poços de Caldas/MG teve queda de 1,33%, valendo R$ 594,00. Poços de Caldas/MG registrou baixa de 1,33%, negociado por R$ 594,00. Patrocínio/MG registrou baixa de 2,65%, negociado por $R 550,00 e Varginha/MG finalizou com baixa de 3,28%, negociado por R$ 590,00.

>>> Veja mais cotações aqui

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário