Café anda de lado e com poucas variações em Nova York

Publicado em 03/08/2020 13:12 e atualizado em 03/08/2020 13:50 297 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica, após iniciar o dia com quedas, anda de lado e com quedas técnicas para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). O mercado vem desenhando um pregão de realização de lucros, após encerrar duas sessões com altas mais expressivas na última semana do mês de julho. 

Por volta das 13h09 (horário de Brasília), setembro/90 tinha queda de 90 pontos, valendo 118,05 cents/lbp, dezembro/90 tinha baixa de 90 pontos, negociado por 120,70 cents/lbp, março/21 tinha queda de 75 pontos, valendo 122,40 cents/lbp e maio/21 tinha baixa de 60 pontos, valendo 123,15 cents/lbp.  

O site internacional Barchart, em sua primeira análise do dia, destacou que o mercado ainda absorve as informações de uma demanda mais aquecida para o setor de cafés.  "O otimismo da demanda alimentou um comício de duas semanas nos futuros do café. O CEO da Starbucks na quarta-feira passada disse em uma teleconferência na quarta-feira que as vendas em lojas comparáveis ​​da empresa nos EUA se tornaram positivas em julho", destacou. 

Na semana passada, a colheita nas áreas de atuação da Cooxupé ultrapassaram os 50%. Segundo as previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as condições do clima devem favorecer os trabalhos nas lavouras, já que os modelos não apresentam previsões de chuvas ou geadas para os próximos dias. 

Mercado Interno - Última sessão 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 2,60% em Guaxupé/MG, estabelecendo os preços por R$ 592,00. Poços de Caldas/MG teve alta de 1,72%, valendo R$ 590,00. Varginha/MG registrou alta de 3,45%, negociado por R$ 600,00. Franca/SP teve valorização de 5,26%, valendo R$ 600,00 e Cafelândia/PR subiu 1,92%, estabelecendo os preços por R$ 478,80.

O tipo cereja descascado teve alta de 1,60% em Guaxupé/MG, valendo R$ 635,00. Poços de Caldas/MG subiu 1,39%, valendo R$ 730,00, Varginha/MG subiu 4,84%, estabelecendo os preços por R$ 650,00 e Patrocínio/MG manteve a estabilidade por R$ 605,00.

>>> Veja mais cotações aqui

 

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário