Café finaliza com altas em Nova York e no Brasil, com estoques baixos e otimismo da demanda

Publicado em 04/08/2020 17:25 1181 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica encerrou as cotações desta terça-feira (4) com valorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). As cotações voltaram a subir após novos números dos estoques certificados da ICE serem divulgados. 

Setembro/20 subiu 315 pontos, valendo 121,05 cents/lbp, dezembro/20 teve alta de 295 pontos, valendo 123,45 cents/lbp, março/21 subiu 305 pontos, negociado por 125,35 cents/lbp e maio/21 registrou alta de 310 pontos, valendo 126,30 cents/lbp.  

"Os preços do café estão recebendo apoio em uma oferta mais restrita e otimismo da demanda. Os estoques de café arábica monitorados pela ICE na segunda-feira caíram para uma baixa de três anos em 1.588 milhões de sacas", destacou o site internacional Barchart em sua análise diária. 

Além dos estoques, o otimismo com uma demanda mais aquecida de café continuam dando suporte de alta nos preços da Bolsa. Vale lembrar que na semana passa grandes nomes do café, como Starbucks e Nestlé, divulgaram uma melhora nas vendas durante o mês de julho, após grandes incertezas sobre o consumo da bebida no durante e pós pandemia. 

As preocupações com a colheita de café robusta no Brasil são outro fator de suporte para os preços. "O gerente geral da cooperativa Coooabriel disse na segunda-feira que os agricultores do estado do Espírito Santo, a maior região robusta de café do Brasil, podem ter um declínio de 20% a 25% na produção de café, uma vez que os agricultores usam menos tecnologia para reduzir custos", comentou o Barchart,. 

No Brasil, as cotações acompanharam o exterior e finalizaram o dia com valorização positiva para as principais áreas produtoras do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve valorização de 3,35% em Guaxupé/MG, valendo R$ 617,00. Poços de Caldas/MG registrou alta de 1,20%, valendo R$ 592,00, Patrocínio/MG registrou alta de 1,72%, negociado por R$ 590,00. Em Campos Gerais/MG a alta foi de 2,50%, valendo R$ 615,00. Varginha/MG manteve a estabilidade por R$ 600,00 e Araguarí/MG manteve o valor de R$ 595,00.

O tipo cereja descascado teve alta de 3,13% em Guaxupé/MG, valendo R$ 660,00, Poços de Caldas/MG registrou valorização de 0,97%, negociado por R$ 732,00, Patrocínio/MG teve valorização de 1,59%, negociado por R$ 640,00 e Campos Gerais/MG registrou valorização de 2,27%, negociado por R$ 675,00.

>>> Veja mais cotações aqui

 

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário