Nova safra de café: Primeiras floradas do Conilon já são registradas em Rondônia

Publicado em 13/08/2020 09:20 e atualizado em 13/08/2020 10:37 1153 exibições

LOGO nalogo

A produção do café em Rondônia vem ganhando destaques nos últimos anos, tanto pela quantidade e qualidade da bebida produzida no estado e as primeiras floradas do café tipo conilon já começaram a aparecer em Rolim de Moura. Segundo o engenheiro agrônomo e assistente técnico da Senar-RO, o período de florada na região acontece entre início de julho e fim de agosto. "Esse ano algumas lavouras começaram a florir em meados de junho, resposta a uma chuva que ocorreu no meio do mês", comenta. 

O especialista explica que ainda é cedo para falar a expectativa de produtividade para nova safra. "Nós dependemos de bastante fatores ainda como pegamento de florada, adubação e manejo do produtor. Mas a expectativa é que aumente bastante a produção", afirma. Entratanto, Tony afirma que a alta nos preços do café pode animar os produtores a terem uma produção ainda maior neste ano.

"Nas lavouras atendidas, temos expectativa de aumento da produtividade das lavouras devido ao modelo de assistência técnica prestado com acompanhamento técnico mensal conseguimos orientar o produtor e provocar uma mudança de mentalidade sobre sua lavoura e sua gestão", comenta o especialista. 

O engenheiro explica que as floradas foram registradas nas regiões irrigadas, que são responsáveis pela maior área de produção do estado. Já nas áreas de lavouras em sequeiro, as condições ainda são mais complicadas e o produtor segue esperando pelas chuvas de agosto. "Essas lavouras ainda não floriram em sua maioria, e já apresentam amarelecimento e queima de folhas e botões florais devido a intensa radiação solar", explica. 

  
Fotos: Tony Balbino

A expectativa agora é que volte a chover de maneira expressiva nos próximos dias no estado. As previsões do Instituto Nacional de Meteorologia, no entanto, não indicam chuvas com bons volumes para Rondônia até pelo menos o próximo dia 20, o que leva preocupação ao produtor local. 

"O excesso de radiação que a gente está sofrendo no momento, com um período muito quente e sol intenso, isso provoca queima das folhas. A partir do momento que ela se desenvolve (florada) ela não pode mais sofrer esse estresse. A gente precisa de chuva com quantidade alguma significativo, de pelo menos 20 mm, para essa florada pegar", afirma Tony.

Em novembro do ano passado, o produtor travou os preços do café por R$ 250,00 na região e no último pregão a saca foi negociada por R$ 300,00. Caso as condições climáticas sejam favoráveis, a expectativa do estado é que a próxima produção ultrapasse os números da safra atual, estimada em 2,3 milhões de sacas. Os números foram confirmados por Janderson Dalazen - Engenheiro Agrônomo, Secretaria de Estado da Agricultura de Rondônia. "Acredito que nós teremos uma produção superior a 2020, na casa de 2,4 milhões podendo chegar até 2,5 milhões de saca de café", afirma. 

  

Fotos: Tony Balbino

 

 

 

 

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário