Espírito Santo terá concurso de cafés especiais

Publicado em 17/08/2020 11:46 116 exibições

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Cafés Especiais do Espírito Santo, uma iniciativa do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e da Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), com o intuito de premiar os produtores de arábica e canéfora (conilon).

As amostras de canéfora devem ser encaminhadas até o dia 15 de setembro e as de arábica até 20 de outubro. Os cafeicultores participantes concorrem a uma premiação que pode chegar a R$ 100 mil, com o apoio da Fundação de Desenvolvimento Agropecuário do Espírito Santo (Fundagres) e de várias empresas, instituições e entidades do ramo. Para acessar o regulamento, clique aqui.

“Este prêmio estadual representa o nosso reconhecimento, é uma forma de valorizar ainda mais os nossos cafeicultores que produzem excelentes resultados”, disse o secretário de Estado da Agricultura, Paulo Foletto.

Além da qualidade, a sustentabilidade também será avaliada, assim como a adoção de boas práticas agrícolas. Para o diretor-presidente do Incaper, Antônio Carlos Machado, o trabalho do Instituto com os cafeicultores é fundamental para os bons resultados.

“O café produzido no Espírito Santo é um dos mais apreciados do mundo. Este reconhecimento é fruto do trabalho empreendedor dos agricultores que confiam no Incaper e colocam em prática as tecnologias e as recomendações disponibilizadas por nossas equipes de pesquisa, assistência técnica e extensão rural. Os bons resultados colhidos pelos nossos cafeicultores são a prova disso, tanto que o mundo vem até nós buscar informações sobre cafeicultura. A produção capixaba de cafés especiais merece este incentivo e este reconhecimento”, frisou Antônio Carlos.

O pesquisador do Incaper e coordenador técnico de cafeicultura, Abraão Carlos Verdin Filho, também destacou que a qualidade do café capixaba vem crescendo. “A produção de cafés de qualidade não é mais apenas um diferencial e, sim, uma exigência do mercado. Enquanto o consumo geral de café cresce cerca de 1,5% ao ano, o consumo de cafés de especiais cresce cerca de 15% ao ano. Este fato mostra que o mundo quer beber café de qualidade e está disposto a pagar mais por este produto”, explicou.

A entrega do Prêmio está prevista para ser realizada em uma solenidade, ainda sem data, no fim do ano. Na ocasião, será realizada também a Mostra Anual de Cafés Especiais. “Na mostra estarão os 20 melhores arábicas e os 20 melhores canéforas (conilon) do Espírito Santo. Quem faz negócios com cafés especiais e for atraído pelo prêmio, terá a oportunidade de conhecer não apenas os vencedores, mas também os 20 melhores de cada categoria. Além de promover a geração de negócios, estamos desta forma consolidando o Espírito Santo como produtor de cafés especiais junto a este mercado cada vez mais exigente”, informou o subsecretário de Aquicultura, Pesca e Desenvolvimento Rural Sustentável, Michel Tesch Simon. Ele destacou, ainda, que solenidade de premiação e a forma de realização da Mostra dependerão dos protocolos em relação a Covid-19.

Tags:
Fonte:
Incaper

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário