Café abre sexta-feira com altas expressiva em Nova York e Londres

Publicado em 28/08/2020 09:21 383 exibições
Mercado acompanha queda do dólar, condições do clima para a florada e estoques mais baixos na ICE

LOGO nalogo

O mercado futuro do café iniciaram o pregão desta sexta-feira (28) com valorizações expressivas para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Por volta das 09h15 (horário de Brasília), dezembro/20 tinha alta de 345 pontos, valendo 125,80 cents/lbp, março/21 tinha alta de 315 pontos, negociado por 126,85 cents/lbp, maio/21 subia 310 pontos, negociado por 127,90 cents/lbp e julho/21 registrava valorização de 285 pontos, negociado por 128,60 cents/lbp. 

As cotações futuras do café conilon na Bolsa de Londres (ICE Futures Europe) também começaram o dia com valorização. Novembro/201 ganhava U$ 33 por tonelada, valendo 1438, janeiro/21 subia U$ 31 por tonelada, negociado por 1444, março/21 subia U$ 27 por tonelada, valendo 1453 e maio/21 subia U$ 30 por tonelada, negociado por 1470.

Também por volta deste horário, o dólar registrava queda de 1,50% e era cotado por R$ 5,50 na venda. O dólar com desvalorização pode dar suporte de alta para os preços em Nova York. Segundo Haroldo Bonfá, analista da Pharos Consultoria, o setor segue acompanhando as condições do clima  para a florada no Brasil e digerindo os impactos dos estoques mais baixos na ICE. 

Funcafé

O Conselho Monetário Nacional (CMN) reduziu em 0,75 ponto percentual as taxas de juros das operações de crédito rural aplicadas ao Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), informou o órgão nesta quinta-feira. Segundo o conselho, pela nova proposta as linhas de créditos para custeio, comercialização, financiamento de aquisição de café (FAC) por cooperativas e recuperação de cafezais tiveram as taxas reduzidas de até 6,0% ao ano para até 5,25% ao ano.

>>> CMN reduz juros de créditos do Funcafé em incentivo à produção e vendas do setor

Mercado Interno - Última sessão 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 0,64% em Guaxupé/MG, valendo R$ 623,00, Poços de Caldas/MG teve baixa de 0,80%, negociado por R$ 620,00. Varginha/MG registrou desvalorização de 2,36%, negociado por R$ 620,00. Patrocínio/MG manteve o preço por R$ 600 e Araguarí/MG manteve o valor de R$ 600,00.

O tipo cereja descascado teve alta de 0,76% em Guaxupé/MG, valendo R$ 665,00. Poços de Caldas/MG teve queda de 1,47%, negociado por R$ 670,00, Varginha/MG registrou baixa de 2,92%, valendo R$ 665,00. Patrocínio/MG manteve o valor de R$ 650,00 e Campos Gerais/MG manteve o valor por R$ 684,00. 

>>> Veja mais cotações aqui 

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário