Café minimiza desvalorização e Nova York passa operar com variações técnicas

Publicado em 15/09/2020 11:50 500 exibições
Dezembro/20 tem queda de 175 pontos, negociado por 121,30 cents/lbp

LOGO nalogo

Após iniciar o pregão com quedas acima dos 400 pontos, o mercado futuro do café arábica minimiza as perdas e opera com quedas técnicas no pregão desta terça-feira (15) na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Mercado aguarda números dos estoques da GCA (Green Coffee Association) que deve ser divulgado nesta terça-feira e pode movimentar ainda mais os preços. 

Por volta das 11h48 (horário de Brasília), dezembro/20 tinha queda de 175 pontos, valendo 121,30 cents/lbp, março/21 tinha baixa de 160 pontos, negociado por 122,80 cents/lbp, maio/21 registrava baixa de 150 pontos, valendo 123,90 cents/lbp e julho/21 recuava 130 pontos, valendo 125,20 cents/lbp. 

No último pregão, as baixas chegaram a ultrapassam os mil pontos em Nova York e finalizaram o dia com baixas de 940 pontos, abaixo dos 125 centavos por libra-peso. O mercado realizou uma grande correção nos preços após vários dias de preços acima dos 130 cents/lbp, motivados pela falta de chuva em Minas Gerais. Previsões de novas chuvas, no entanto, pressionaram o setor, dando suporte para as baixas. 

Em Londres, o café tipo conilon também opera com movimentos técnicos, mas registrando leves altas. Novembro/20 tinha alta de US$ 2 por tonelada, valendo US$ 1389, janeiro/21 subia US$ 4 por tonelada, negociado por US$ 1405, março/21 registrava alta de US$ 4 por tonelada, valendo US$ 1420 e maio/21 também registrava valorização de US$ 4 por tonelada, valendo US$ 1434.

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário