Café inicia quinta-feira com valorização técnica em Nova York

Publicado em 24/09/2020 08:56 310 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica abriu a sessão desta quinta-feira (24) com valorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). As cotações abrem o dia com altas após encerrar o último pregão andando de lado e sem grandes negociações. 

Por volta das 08h54 (horário de Brasília), dezembro/20 tinha alta de 95 pontos, valendo 111,45 cents/lbp, março/21 registrava alta de 100 pontos, negociado por 113,25 cents/lbp, maio/21 tinha alta de 110 pontos, valendo 114,80 cents/lbp e julho/21 registrava alta de 100 pontos, negociado por 116,15 cents/lbp.

O setor cafeeiro segue atento às condições do clima no Brasil. Choveu nos últimos em dias em áreas produtoras e Minas Gerais, mas ainda com volumes baixos e sem grandes mudanças para as lavouras. Segundo o Procafé, a situação das lavouras ainda é muito preocupante e a próxima safra já inicia com grande potencial de perda. 

Segundo dados coletados nas estações meteorológicas da Fundação Procafé, a região de Varginha/MG recebeu 40 mm de chuvas, o sul mineiro registrou apenas 17 mm, Triângulo Mineiro 18 mm e Franca/SP teve acumulado de apenas 2 mm. 

No Brasil, o mercado físico finalizou o pregão com altas nas principais regiões produtoras do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 1,83% em Guaxupé/MG, valendo R$ 557,00, Poços de Caldas/MG registrou valorização de 2,91%, valendo R$ 530,00, Araguarí/MG teve alta de 0,93%, valendo R$ 545,00, Varginha/MG registrou alta de 1,83%, negociado por R$ 555,00, Campos Gerais/MG teve alta de 1,66%, estabelecendo os preços por R$ 552,00, em Franca/SP a valorização foi de 2,45%, valendo R$ 543,00.

O tipo cereja descascado teve valorização de 2,65% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 580,00. Guaxupé/MG registrou alta de 1,69%, valendo R$ 600,00, Varginha/MG teve alta de 0,85%, valendo R$ 590,00 e Campos Gerais/MG encerrou com valorização de 1,49%, valendo R$ 612,00.

>>> Veja mais cotações aqui

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário