Café: Após altas mais expressivas no pregão, NY encerra com variações técnicas

Publicado em 30/09/2020 16:48 e atualizado em 30/09/2020 17:21 551 exibições
Londres e mercado físico também tiveram dia quarta-feira tranquila

LOGO nalogo

Depois de registrar altas acima de 200 pontos para as principais referências na Bolsa de Nova York (ICE Future US), o mercado futuro do café arábica finaliza a quarta-feira (30) com altas de até 140 pontos. 

Dezembro/20 teve alta de 140 pontos, valendo 110,95 cents/lbp, março/21 subiu 130 pontos, negociado por 112,70 cents/lbp, maio/21 teve elevação de 130 pontos, valendo 114,10 cents/lbp e julho/21 encerrou valendo 115,50 cents/lbp, também com alta de 130 pontos. 

Já na Bolsa de Londres, as cotações finalizaram o dia sem grande mudanças nos preços. Janeiro/21 teve alta de US$ 1 por tonelada, valendo US$ 1331, março/21 registrou alta de US$ 2 por tonelada, negociado por US$ 1348, maio/21 subiu US$ 3 por tonelada, valendo US$ 1365 e julho/20 teve alta de US$ 2 por tonelada, valendo US$ 1380.

Haroldo Bonfá, analista de mercado da Pharos Consultoria, destaca que a movimentação faz parte da recuperação nos preços após quedas acima de 400 pontos serem registradas na semana passada. "Considero o movimento dentro da normalidade. O mercado tentou romper os 110 centavos de dólar por libra-peso, subiu um pouco e agora temos essa alteração", comenta. 

O site internacional Barchart destacou em sua análise diária a queda do dólar durante o pregão. "Os preços do café na quarta-feira subiram, uma vez que uma queda no índice do dólar, para a menor baixa de uma semana, gerou algumas vendas de futuros de café", afirmou a publicação. 

A onda de calor em atuação sobre todo o Brasil também preocupa o setor. As previsões mais recentes do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indicam que as temperaturas podem ultrapassar os 40ºC no Triângulo Mineiro nesta quarta-feira. A tendência é que o alívio nas temperaturas aconteça apenas no final de semana e apenas para algumas áreas do café. 

>>> Cooxupé: colheita da safra atinge 98,80% do total; trabalho está concluído em SP

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), até as 15h30 desta quarta-feira, o calor intenso atuava sobre o Triângulo Mineiro, com máxima de 40.7 graus registrada em toda área. A tendência é que o calor continue intenso na região até, pelo menos, sexta-feira, dia 2. 

No Brasil, o mercado físico operou com variações mistas entre as principais praças produtoras do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 1,80% em Varginha/MG, negociado por R$ 565,00, Campos Gerais/MG subiu 0,91%, negociado por R$ 553,00, Franca/SP teve alta de 1,82%, negociado por R$ 560,00 e Poços de Caldas/MG registrou queda de 0,94%, valendo R$ 525,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 562,00 e Araguarí/MG manteve o preço por R$ 540,00. 

O tipo cereja descascado teve queda de 1,63% em Guaxupé/MG, estabelecendo os valores por R$ 605,00. Poços de Caldas/MG registrou queda de 0,86%, negociado por R$ 575,00. Varginha/MG teve alta de 0,81%, valendo R$ 620,00, Campos Gerais/MG subiu 0,82%, negociado por R$ 613,00. Patrocínio/MG manteve a estabilidade por R$ 590,00.

>>> Veja mais cotações aqui

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário