Café: Clima volta a pressionar e cotações têm mais de 300 pontos de baixa

Publicado em 01/10/2020 12:19 628 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica passou a operar com quedas para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Possível retorno das chuvas voltou a pressionar as cotações no exterior. 

Por volta das 12h01 (horário de Brasília), dezembro/20 tinha queda de 315 pontos, valendo 107,80 cents/lbp, março/21 registrava queda de 300 pontos, negociado por 109,70 cents/lbp, maio/21 tinha queda de 300 pontos, valendo 111,10 cents/lbp e julho/21 tinha desvalorização de 275 pontos, negociado por 112,75 cents/lbp. 

As previsões mais recentes da  Administração Oceânica e Atmosférica (NOAA) são otimistas para o café. De acordo com o NOAA, a tendência de chuvas mais expressivas na área do café deve acontecer a partir do dia 9 de outubro. "Claro que isso movimenta o mercado, que é muito especulativo, mas ainda é muito cedo para gente avaliar os impactos", comenta Haroldo Bonfá, da Pharos Consultoria, que classifica o pregão desta quinta como uma grande correção técnica. 

"As incertezas sobre o volume das novas chuvas que devem chegar a partir da segunda semana de outubro, e consequentemente, como será o tamanho da próxima safra em 2021, continuam dando espaço para especuladores e fundos de investimentos pressionarem as cotações", destacou Eduardo Carvalhaes na sua última análise. 

No Brasil, o mercado físico operou com variações mistas entre as principais praças produtoras do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 1,80% em Varginha/MG, negociado por R$ 565,00, Campos Gerais/MG subiu 0,91%, negociado por R$ 553,00, Franca/SP teve alta de 1,82%, negociado por R$ 560,00 e Poços de Caldas/MG registrou queda de 0,94%, valendo R$ 525,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 562,00 e Araguarí/MG manteve o preço por R$ 540,00. 

O tipo cereja descascado teve queda de 1,63% em Guaxupé/MG, estabelecendo os valores por R$ 605,00. Poços de Caldas/MG registrou queda de 0,86%, negociado por R$ 575,00. Varginha/MG teve alta de 0,81%, valendo R$ 620,00, Campos Gerais/MG subiu 0,82%, negociado por R$ 613,00. Patrocínio/MG manteve a estabilidade por R$ 590,00.

>>> Veja mais cotações aqui

 

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Ivanir Matos Espera Feliz - MG

    Café... quem vendeu, vendeu... quem não vendeu, só depois das eleições... ou, então, ano que vem ... porque ano que vem vai ser colheita menor (bianualidade)... aí então o cafe deverá melhorar o preço.

    1