Café: Nova York mantém estabilidade para as principais referências nesta 3ª

Publicado em 17/11/2020 13:00 369 exibições
Mercado de olho nas condições dos cafezais na América Central, que foi atingida pelo furacão Iota na noite passada

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica segue tendo um dia de estabilidade para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Por volta das 12h58 (horário de Brasília), dezembro/20 tinha queda de 55 pontos, valendo 115,10 cents/lbp, março/21 registrava queda de 25 pontos, negociado por 118,50 cents/lbp, maio/21 tinha baixa de 25 pontos, valendo 120,30 cents/lbp e julho/21 registrava queda de 35 pontos, negociado por 121,80 cents/lbp. 

O mercado acompanha agora a evolução do furacão Iota, que tinha como previsão atingir áreas de produção de café em Honduras e na Guatemala. Os contratos chegaram a subir mais de 600 pontos no último pregão, levando também em consideração as condições dos cafezais brasileiros, que enfrentam o maior déficit hídrico dos últimos anos. 

De acordo com informações da Bloomberg, o furacão Iota atingiu a América Central na noite de segunda-feira (16) com ventos e chuva ferozes, ameaçando paralisar uma região que já se recuperava de uma tempestade duas semanas atrás.  "Embora seus ventos tenham enfraquecido, o caminho de destruição provavelmente desencadeará uma crise humanitária, poucas semanas depois que o furacão Eta matou mais de 100 pessoas e forçou dezenas de milhares a evacuar", afirma a publicação. 

Iota pode criar problemas adicionais para as safras de café e açúcar na região, que foram inundadas por fortes chuvas e inundações do Eta há duas semanas, disse Don Keeney, meteorologista da previsão comercial Maxar. Honduras é o maior produtor de café da região, seguida pela Guatemala, que é o maior exportador de cana-de-açúcar da região e um dos principais fornecedores globais do adoçante.

 

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário