Café: NY e Londres passam operar com quedas técnicas nesta 6ª feira

Publicado em 04/12/2020 14:00 160 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica, após iniciar o dia com leves altas, voltou a operar com quedas no pregão desta sexta-feira (4) na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Por volta das 13h58 (horário de Brasília), março/21 tinha queda de 155 pontos, valendo 118,50 cents/lbp, maio/21 também tinha baixa de 155 pontos, valendo 120,25 cents/lbp, julho/21 tinha baixa de 140 pontos, negociado por 122,05 cents/lbp e setembro/21 registrava queda de 135 pontos, valendo 123,45 cents/lbp.

Durante toda essa semana, o mercado limitou os ganhos para o café após as previsões indicarem chuvas no Sudeste do Brasil nos próximos dias. As previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), seguem indicando condição de chuvas para Minas Gerais, Alta Mogiana e também no Espírito Santo nos próximos dias. As chuvas levam alívio ao produtor, mas não recuperam os danos que já comprometem a safra 21, que naturalmente já é de ciclo baixo para o Brasil. 

>>> Cafeicultores saem da Bolsa por temer não ter produto para entregar

O café tipo conilon, na Bolsa de Londres, acompanha NY e também opera com desvalorização. Janeiro/21 registrava queda de US$ 9 por tonelada, valendo US$ 1337, março/21 tinha baixa de US$ 16 por tonelada, valendo US$ 1355, maio/21 tinha baixa de US$ 15 por tonelada, valendo US$ 1368 e julho/21 registrava baixa de US$ 15 por tonelada, valendo US$ 1384.
"Pancadas de chuva trouxeram acumulado entre 5mm e 20mm à áreas produtoras da Alta Mogiana e Cerrado de Minas Gerais. Hoje, uma frente fria traz chuva mais intensa ao Paraná e Alta Paulista", destacou a última análise do Escritório Carvalhaes. 

 

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário