Café: NY segue operando com desvalorização técnica e Londres trabalha com estabilidade

Publicado em 19/01/2021 11:51 223 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica segue operando com desvalorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Por volta das 11h49 (horário de Brasília), março/21 tinha queda de 160 pontos, valendo 126,55 cents/lbp, maio/21 tinha baixa de 170 pontos, negociado por 128,55 cents/lbp, julho/21 registrava queda de 170 pontos, valendo 130,45 cents/lbp e setembro/21 operava com baixa de 180 pontos, valendo 132,20 cents/lbp.

O mercado opera apenas com quedas técnicas mesmo após o  Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé)  divulgar um novo recorde para as exportações brasileiras. Segundo o Cecafé, Brasil exportou 44,5 milhões de sacas de café em 2020, considerando a soma de café verde, solúvel e torrado & moído. Do volume total embarcado em 2020, 40,4 milhões de sacas foram de café verde, aumento de 10,2% comparado a 2019. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon também opera com leves quedas nesta terça-feira. Março/21 tinha baixa de US$ 4 por tonelada, valendo US$ 1340, maio/21 tinha baixa de US$ 5 por tonelada, negociado por US$ 1348, julho/21 tinha baixa de US$ 3 por tonelada, valendo US$ 1364 e setembro/21 tinha baixa de US$ 4 por tonelada, valendo US$ 1381.

 

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário