Café: NY tem mais um dia de alta e maio/21 é negociado acima dos 138 cents/lbp

Publicado em 25/02/2021 12:25 368 exibições
Menor oferta do Brasil e demanda otimista continuam dando suporte aos preços

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica segue operando com valorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Desde semana passada o mercado opera com valorização, levando em consideração não só a quebra de safra do Brasil, mas também o otimismo com uma demanda mais aquecida nos Estados Unidos e Inglaterra, o que depende de uma vacinação em massa efetiva. 

Por volta das 12h20 (horário de Brasília), maio/21 registrava valorização de 135 pontos, valendo 138,55 cents/lbp, julho/21 tinha alta 130 pontos, negociado por 140,35 cents/lbp e setembro/21 registrava alta de 120 pontos, negociado por 141,95 cents/lbp. 

Em Londres, o café conilon também opera com valorização. Maio/21 tem alta de US$ 10 por tonelada, valendo US$ 1473, julho/21 registrava alta de US$ 11 por tonelada, negociado por US$ 1493, setembro/21 tinha valorização de US$ 11 por tonelada, valendo US$ 1508 e novembro/21 também opera com alta de US$ 11 por tonelada, valendo US$ 1521.

O site internacional Barchart destaca que o clima adverso no Brasil é um importante fator de alta para o café. "A Somar Meteorologia informou na segunda-feira que as chuvas da semana passada em Minas Gerais, a maior região de cultivo de arábica do Brasil, mediram apenas 30,2 mm, ou 61% da média histórica", afirma em sua última análise. Além disso, a Maxar previu na segunda-feira que Minas Gerais pode receber fortes chuvas nesta e na próxima semana, o que pode inundar as fazendas de café e danificar os cafeeiros em algumas áreas.

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário