Publicidade

Tempo muito seco já preocupa para a florada e sustenta preços de café nesta 4ª feira

Publicado em 04/08/2021 16:54 509 exibições

Logotipo Notícias Agrícolas

Depois de duas semanas com variações bastante expressivas na Bolsa de Nova York (ICE Future US), as cotações do mercado futuro do café arábica tiveram um dia de estabilidade para os principais contratos nesta quarta-feira (4) e o pregão finalizou com alta de 0,46%. 

Setembro/21 teve alta de 80 pontos, valendo 175,65 cents/lbp, dezembro/21 registrou alta 85 pontos, negociado por 178,70 cents/lbp, março/22 teve baixa de 85 pontos, valendo 181,25 cents/lbp e maio/22 teve alta de 85 pontos, valendo 182,45 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon operou sem grandes variações. Setembro/21 teve queda de US$ 2 por tonelada, valendo US$ 1770, novembro/21 encerrou valendo US$ 1787 - sem variações, janeiro/22 teve alta de US$ 1 por tonelada, valendo US$ 1786 e março/22 teve valorização de US$ 4 por tonelada, valendo US$ 1784.

Mais uma vez, a análise do site internacional Barchart destacou as condições das lavouras do Brasil dando suporte aos preços. "A RR Consultants Rural disse na terça-feira que as mudanças abruptas nas temperaturas nos últimos 30 dias no Brasil provocaram uma severa desfolha nas árvores nas áreas de cultivo de café arábica, o que piora as perspectivas para a safra de café de 2021/22 no Brasil", afirma a publicação. 

Além disso, as preocupações com a seca no Brasil estão apoiando os ganhos nos preços do café depois que a Somar Meteorologia, na terça-feira, disse que as chuvas nas regiões produtoras de arábica do Brasil não são esperadas até a segunda quinzena deste mês. "O período de floração importantíssimo para os cafeeiros do Brasil começa no mês que vem e a falta de chuva pode reduzir a floração dos cafeeiros e reduzir a produção do café", complementa o Barchart. 

No Brasil, o mercado físico também encerrou com variações leves nas principais praças de comercialização do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 1,01% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 997,00 Poços de Caldas/MG teve alta de 1,01%, cotado a R$ 1.000,00. Varginha/MG teve queda de 0,70%, valendo R$ 988,00 e Franca/SP manteve a estabilidade por R$ 1.000,00.

O tipo cereja descascado teve alta de 0,96% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.050,00, Poços de Caldas/MG teve valorização de 4,76%, valendo R$ 1.100,00, Varginha/MG registrou queda de 2,38%, cotado a R$ 1.025,00 e Patrocínio/MG manteve a estabilidade por R$ 1.060,00.

>>> Veja mais cotações aqui


 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário