Café: Apresentando volatilidade já esperada, Nova York e Londres voltam a subir

Publicado em 22/10/2021 09:16 334 exibições
Atenções seguem voltadas para chuvas e potencial de produção na safra 22 do Brasil

Logotipo Notícias Agrícolas

O mercado futuro do café arábica abriu o pregão desta sexta-feira (22) recuperando parte das baixas do último pregão e com valorização 1.06% na Bolsa de Nova York (ICE Future US). "Os fundamentos não mudaram, continuam os mesmos e não devem se alterar tão cedo. As chuvas que começaram a cair a partir do início de outubro, caem em muito bom volume, mas não estancarão instantaneamente o ciclo de perdas, e muito menos recuperarão o que já foi perdido para a safra do próximo ano", destaca a última análise do Escritório Carvalhaes. 

Por volta das 09h12 (horário de Brasília), dezembro/21 tinha alta de 205 pontos, cotado a 205,35 cents/lbp, março/22 tinha valorização de 208 pontos, cotado a 195 cents/lbp, maio/22 tinha alta de 200 pontos, valendo 209 cents/lbp e julho/22 tinha alta de 200 pontos, valendo 209,50 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon também abriu com valorização. Novembro/21 tinha alta de US$ 24 por tonelada, valendo US$ 2140, janeiro/22 tinha alta de US$ 21 por tonelada, cotado a US$ 2155, março/22 tinha alta de US$ 15 por tonelada, valendo US$ 2110 e maio/22 tinha alta de US$ 15 por tonelada, valendo US$ 2083.

O mercado de conilon, na Bolsa de Londres,  vem desenhando uma semana de poucas variações. De acordo com Fernando Maximiliano, analista de mercado da Stonex, o setor agora aguarda pela chegada da safra do Vietnã - maior produtor de café tipo conilon do mundo. Além disso, após a alta associada também à valorização do arábica, o cenário é estabilidade. 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário