Café tem mais uma semana de "sobe e desce" e encerra com 4,49% de baixa em Nova York

Publicado em 05/08/2022 16:51
Apesar dos fundamentos sólidos, preocupação com a demanda mantém mercado em baixa

Logotipo Notícias Agrícolas

O mercado futuro do café arábica encerrou mais uma semana com bastante volatilidade nas cotações, após subir nas duas últimas sessões, o mercado encerrou o pregão desta sexta-feira (5) com 4,49% de baixa, o equivalente a mais de 900 pontos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Setembro/22 teve queda de 985 pontos, negociado por 209,45 cents/lbp, dezembro/22 teve queda de 935 pontos, valendo 206,40 cents/lbp, março/23 tinha baixa de 825 pontos, cotado por 201,95 cents/lbp e maio/23 tinha queda de 760 pontos, cotado por 198,85 cents/lbp. 

A semana foi marcada por bastante instabilidade nos preços. Segunda e terça-feira as cotações recuaram, subindo novamente na quarta e quinta-feira, mas retomou os patamares iniciais com a baixa desta sexta-feira (5).

De acordo com Eduardo Carvalhaes, não há novidades nos fundamentos para o mercado de café, que ainda continua muito "nervoso" com os fatores externos, sentindo ainda a pressão da ameaça de uma recessão global. A preocupação com a demanda de café continua no radar. 

Por outro lado a oferta de café também segue sendo uma preocupação para o setor. A safra no Brasil vai se consolidando com quebra ainda mais expressiva e a Colômbia nesta semana informou recuo de 22% na produção do mês de junho, reflexo do La Niña no país vizinho. As exportações também tiveram queda no período. 

No Brasil, com o produtor focado na colheita, as vendas seguem travadas e poucos negócios são fechados. O último pregão da semana foi marcado por queda em algumas das principais praças de comercialização do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 2,33% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.260,00, Varginha/MG teve baixa de 3,73%, negociado por R$ 1.290,00, Campos Gerais/MG registrou queda de 4,41%, valendo R$ 1.300,00 e Franca/SP teve queda de 4,48%, cotado por R$ 1.280,00.

O tipo cereja descascado teve queda de 3,61% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.335,00, Varginha/MG teve baixa de 3,52%, cotado por R$ 1.370,00, Campos Gerais/MG teve queda de 4,23%, cotado por R$ 1.360,00. Poços de Caldas/MG manteve a estabilidade por R$ 1.430,00 e Patrocínio/MG manteve por R$ 1.360,00. 

>>> Veja mais cotações aqui
 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário