Publicidade

Exportação de carne bovina in natura tem aumento de 64% em MS

Publicado em 22/10/2012 14:39 506 exibições
O volume de carne bovina in natura embarcado em setembro chegou a 9,6 mil toneladas, um aumento de 64% sobre as 5,8 mil toneladas exportadas no mesmo período do ano passado. O valor negociado foi de US$ 42,5 milhões de dólares, 40,3% a mais que os US$ 30,3 milhões vendidos em setembro de 2011.

Os principais compradores da carne sul-mato-grossense foram a Rússia, que adquiriu, sozinha, 4,1 mil toneladas, com US$ 16,7 milhões de dólares. O Irã permaneceu como segundo maior comprador, com 1,1 mil toneladas, com US$ 5,6 milhões de dólares. O mês de outubro deverá seguir o mesmo ritmo de crescimento nas vendas externas. “Temos avanço nas negociações com esses dois países e isso deve aquecer ainda mais o mercado externo”, conta a economista e assessora técnica da Federação de Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Adriana Mascarenhas.

Em relação ao mercado interno, os preços dos cortes da carne bovina no varejo tiveram variação positiva em função do aumento do consumo no período. Dentre as carnes de primeira, o destaque é o contrafilé que apresentou variação positiva de 16% nesse mês de setembro. O preço pago ao produtor teve elevação.  A média dos preços comercializados da arroba do boi gordo e da vaca gorda foram R$90,36 e R$82,77 ao final do mês respectivamente. No atacado, a variação foi negativa em 80% dos produtos. O dianteiro do boi com osso que no início do mês era cotada a R$ 5,40/Kg fechou o período com queda de 10%, sendo negociada a R$ 4,85/Kg. 

Os abates em setembro tiveram redução de 12% em relação a agosto. Foram 309,4 mil cabeças abatidas no mês passado e 352,6 mil cabeças em agosto desse ano. Em relação a 2011, houve aumento de mais de 29% já que em setembro do ano passado foram 239,8 mil cabeças abatidas. No acumulado do ano o Estado abateu 2,8 milhões de cabeças, quantia 24% superior à abatida entre janeiro a setembro de 2011. Desse total, 1,4 milhão ou 42% de cabeças são fêmeas.
Tags:
Fonte:
Famasul

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário