Brasil fecha ano de 2013 com US$ 6,6 bilhões em carne bovina exportada

Publicado em 16/01/2014 09:50 1178 exibições
- Impulsionado por países como Hong Kong e Rússia, país atinge faturamento 13,9% superior a 2012 - Volume exportado foi 19,4% superior ao ano passado, chegando à marca de 1,5 milhão de toneladas

Superando as expectativas para o ano de 2013, as exportações de carne bovina brasileiras atingiram a marca de US$ 6,6 bilhões – um crescimento de 13,9% em comparação com os US$ 5,8 bilhões do ano anterior – e volume de 1,5 milhão de toneladas (marca 19,4% superior a 2012).

No ano, os resultados positivos foram especialmente impactados pelo incremento do mercado asiático, que registrou crescimento das vendas para Hong Kong com índices de 75% no faturamento e 63% em volume. Além disso, o país registrou aumentos significativos nas exportações para a Rússia (16,8% em volume e 9,8% em faturamento), Venezuela (80% e 88,3% respectivamente), Estados Unidos (25% e 17,6%) e Argélia (72,4% e 51,2%).

 

Posição

País

Faturamento US$

(jan a dez/2013)

Volume em ton.

(jan a dez/2013)

1

HONG KONG

1.442.477.867,99

360.729,58

2

RÚSSIA

1.212.971.336,72

306.278,31

3

UNIÃO EUROPEIA

869.204.848,67

132.352,40

4

VENEZUELA

844.370.633,18

156.978,77

5

EGITO

486.483.888,51

144.733,63

6

CHILE

396.993.122,09

76.256,77

7

IRÃ

266.303.509,53

58.968,63

8

EUA

223.930.536,42

23.519,64

9

ARGÉLIA

91.026.792,40

20.960,60

10

ISRAEL

86.085.137,24

17.829,22


Se considerado somente o mês de dezembro, é possível identificar a manutenção do crescimento da Venezuela, que fechou o mês na segunda posição entre os maiores compradores da carne bovina brasileira ao dobrar em faturamento e volume a importação de carne bovina brasileira, e do Irã, que ocupou o quinto posto, com um incremento em volume de 173,9% e em faturamento de 147,7% frente ao desempenho de dezembro de 2012.

Posição

País

Faturamento  em

US$ (dez/2013)

Volume em

ton. (dez/2013)

1

HONG KONG

124.369.382,13

30.498,90

2

VENEZUELA

123.622.078,06

23.034,79

3

RÚSSIA

88.965.821,37

21.991,78

4

UNIÃO EUROPEIA

79.453.483,95

11.628,02

5

IRÃ

55.639.770,55

12.527,40

O Brasil registrou ainda recordes nos resultados mensais de faturamento em 11 dos 12 meses de 2013, se comparados com os mesmos períodos dos anos anteriores. A única exceção foi março, que teve faturamento inferior ao registrado no ano de 2011.

Mês a mês / 2013

Faturamento (Mil US$)

Volume (toneladas)

Janeiro

517.192

116.795

Fevereiro

437.160

96.826

Março

485.736

107.219

Abril

551.880

122.854

Maio

520.383

118.836

Junho

489.340

112.222

Julho

577.975

132.494

Agosto

   589.160

136.748

Setembro

621.267

140.619

Outubro

659.589

147.860

Novembro

587.939

130.261

Dezembro

620.440

137.

A carne in natura fechou o ano como a categoria mais desejada pelos importadores, totalizando faturamento de US$ 5,3 bilhões e volume exportado de 1,18 milhão de toneladas (jan-dez/2013).

Posição

Categoria

Faturamento US$

Volume (toneladas)

1

In natura

5.354.695.799,53

1.183.245,97

2

Industrializada

612.687.190,73

101.695,20

3

Miúdos

562.084.264,51

190.356,42

4

Tripas

100.547.628,82

19.291,68

5

Salgadas

27.999.791,00

5.314,09

“O ano passado foi excepcional para a agropecuária brasileira e acreditamos em um 2014 ainda mais positivo, culminando em um novo recorde de faturamento ao atingirmos a marca de US$ 8 bilhões”, afirma Antônio Jorge Camardelli, presidente da ABIEC (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne).
Os primeiros passos neste sentido já estão sendo dados com a publicação de nota de compromisso mútuo entre Brasil e Estados Unidos para incentivar o comércio agrícola entre os países e o recebimento de missões de diversas nações que possuem algum embargo à carne brasileiro, como a Arábia Saudita, por exemplo. Além disso, a ABIEC realizará uma série de ações em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, a Apex-Brasil, para promover a carne brasileira em outros mercados relevantes, como Emirados Árabes, União Europeia, Cingapura e Irã.
Tags:
Fonte:
Abiec

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário