Exportação de carne suína impõe reforço sanitário ao Paraná

Publicado em 23/03/2015 06:30 e atualizado em 23/03/2015 07:30 58 exibições

Uma reunião com representantes de 14 estados, em Curitiba, na manhã desta sexta-feira (20), deixou claro que o Paraná terá de reforçar o controle do trânsito de animais para conseguir se tornar área livre de peste suína e destravar exportações. Será necessário contratar 169 servidores para a Agência de Defesa Agropecuária (Apapar) e construir ou reformar 23 barreiras nas divisas.

No último semestre, Santa Catarina e Rio Grande do Sul conseguiram encaminhar solicitação — via Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) — para a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), mas o Paraná não cumpriu as exigências do governo federal e não foi incluído na reivindicação de área livre de peste suína sem vacinação.

 

Leia o conteúdo na integra no site Gazeta do Povo.

Tags:
Fonte:
Gazeta do Povo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário