Carne bovina: vendas melhoram no atacado com osso

Publicado em 11/05/2015 07:38

Preços em alta. Os estímulos para o escoamento se somam.

Nos últimos sete dias, o pagamento de salários e a expectativa para o Dia das Mães, data considerada a uma das melhores do ano para as vendas no varejo, deram novo fôlego às vendas. Ao mesmo tempo, o mercado do boi perdeu força e os preços caíram.

Esses acontecimentos fizeram com que a semana fosse, talvez, a melhor do ano para a indústria. As margens, que chegaram aos 10,0% em abril, voltaram a "abrir" e hoje estão em 18,0%, próximo do registrado no mesmo período do ano anterior.

Mas o que segue puxando o mercado são os produtos mais "baratos", os cortes de dianteiro. Em um mês, os preços destes subiram 6,8%, contra valorização de 1,7% para a carne de traseiro.

O mercado externo completou em abril o quarto mês seguido de recuo nos volumes exportados.

Segundo os dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o total comercializado de carne in natura caiu 8,9% no último mês.

No mercado interno, o combate à alta da inflação, que corrói o poder de compra da população, persiste. O Copom elevou na última semana a Taxa Básica de Juros (Selic) para 13,25%, a maior desde 2011, na tentativa de reduzir o ímpeto de crescimento do IPCA.

Tags:
Fonte:
Scot Consultoria

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário