China habilita unidades de abate de bovinos no Brasil para exportação

Publicado em 19/05/2015 11:43

LOGO REUTERS (16408)

BRASÍLIA (Reuters) - O Ministério da Agricultura informou nesta terça-feira a habilitação para a exportação para a China de oito unidades de abate de bovinos no Brasil que estavam suspensas, com a assinatura de compromisso para a habilitação de mais nove plantas em junho, quando a ministra Kátia Abreu irá ao país asiático.

O anúncio, visto como um alento para as exportações de carne bovina do Brasil, que começaram o ano demonstrando fraqueza, foi feito após reunião de Kátia Abreu com o ministro da Administração de Inspeção de Qualidade e Quarentena da China, Zhi Shuping.

O Brasil tem sido nos últimos anos o maior exportador global de carne bovina, produto importante para a balança comercial brasileira, que gerou divisas de mais de 7 bilhões de dólares ao país em 2014.

Segundo o Ministério da Agricultura, cada uma das plantas tem capacidade de exportar cerca de 20 milhões de dólares por ano.

A localização e mais detalhes sobre as unidades não foram informados de imediato.

Em novembro, a presidente Dilma Rousseff e o presidente chinês, Xi Jiping, já haviam assinado protocolo para oficializar a liberação de venda de carne bovina para o mercado chinês, embargada desde 2012 devido à suspeita de registro de mal da vaca louca no Paraná.

Mas a abertura efetiva do mercado chinês dependia de um protocolo sanitário que será assinado nesta terça-feira, no âmbito da visita do primeiro-ministro da China, Li Keqiang, ao país.

Apesar de a China nunca ter sido grande importadora de carne bovina do Brasil, a expectativa é grande para seu potencial enquanto compradora.

Nesta terça, o ministério da Agricultura também anunciou a habilitação de uma planta de aves que estava suspensa e o compromisso para habilitação em junho de mais sete plantas de aves, além de uma de suínos.

De acordo com o ministério, 29 plantas de frangos e sete de suínos já exportam para a China normalmente.

(Por Marcela Ayres)

China vai habilitar 26 frigoríficos brasileiros até junho, diz MAPA

O Brasil deverá ter 26 plantas frigoríficas habilitadas a exportar para a China até junho deste ano, o que pode representar cerca de US$ 520 milhões em vendas para o país oriental. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (19) pela ministra Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) depois de receber em audiência o ministro chinês da Administração de Inspeção de Qualidade e Quarentena, Zhu Shuping.

Ainda na manhã desta terça, a presidenta Dilma Rousseff e o primeiro-ministro da China, Li Keqiang, oficializaram a liberação da venda de carne bovina para o mercado chinês, embargada desde 2012. A presidenta recebeu o primeiro-ministro chinês em solenidade no Palácio do Planalto.

Do total de plantas habilitadas, nove frigoríficos (oito de bovinos e um de aves) tiveram a habilitação oficializada hoje, junto com a assinatura do fim do embargo da China à carne brasileira.

Segundo a ministra Kátia Abreu, o governo chinês se comprometeu em liberar as 17 plantas restantes em junho, durante visita oficial da ministra ao país oriental. “Entreguei toda a documentação em inglês para o ministro. Ele saiu daqui com a promessa de uma cooperação rápida, de que tem toda disposição de ajudar”, disse.

Tags:
Fonte:
Reuters + MAPA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário