Pecuária de corte desafia a crise e mantém crescimento

Publicado em 15/09/2015 16:02

A previsão de PIB negativo não tira a motivação dos produtores brasileiros em investir na aumento da pecuária de corte, mostrou painel de especialistas realizado hoje na 8a Confederência Internacional dos Confinadores (Interconf), em Goiânia (GO). Mesmo o ligeiro recuo de 200 mil toneladas na produção anual - estimada em 9,9 milhões/t pela Agroconsult - não tira o ânimo do setor. "O preço do boi gordo está 18% superior há um ano e a cotação do bezerro aumentou 31%", disse o engenheiro agrônomo Maurício Palma Nogueria, da Agroconsult.

Outro indicador positivo para a cadeia da carne bovina é o mercado internacional.  "Estimamos redução de 200 mil toneladas nas exportações brasileiras em 2015, mas a variação cambial está devolvendo o fôlego dos frigoríficos", assinalou Adolfo Fontes, do Rabobank.

"A abertura dos mercados da China e dos Estados Unidos representa um passo muito importante para o Brasil exportar mais nos próximos anos. Além disso, os outros grandes fornecedores, como EUA e Austrália, têm problemas para suprir a demanda", completou Fontes.

Essa situação ocorre num momento extremamente difícil para a economia brasileira. Para a economista Zeina Latif, da XP Investimentos, "o Brasil é hoje o patinho feio dos emergentes". Mesmo assim, ela confia na retomada a médio prazo e conceitua esse momento de construtivo. "O Brasil tem desafios internos a superar para voltar a ter a confiança dos mercados internacionais".

A Interconf 2015 é o maior evento da pecuária intensiva do Brasil. Mais de 1.000 produtores, técnicos e especialistas participam do evento, que acontecerá até o dia 17 de setembro.

"A Interconf é o fórum de discussões da cadeia da carne bovina, particularmente sobre o uso de novas tecnologias e ferramentas de boa gestão", explica Eduardo Moura, presidente da Associação Nacional dos Fornecedores, promotora do evento.

Tags:
Fonte:
Interconf

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário