Abrafrigo vai à Justiça para garantir embarques de carne durante greve

Publicado em 28/09/2015 07:53

A Associação Brasileira de Frigoríficos (ABRAFRIGO) ingressou na Justiça Federal de Brasília no último dia 23 com um pedido de Mandado de Segurança para garantir a liberação da produção, transporte e comercialização da carne bovina de seus associados afetados pela greve dos fiscais federais agropecuários, iniciada no último dia 17. Desde que a greve começou, os fiscais deixaram de emitir a documentação que permite o trânsito de mercadorias como o Certificado Sanitário Internacional (CSI), fato que paralisou a operação dos frigoríficos brasileiros, trazendo graves prejuízos econômicos e financeiros às empresas e ao país.

No Mandado de Segurança, a ABRAFRIGO pede à justiça que, “mesmo em número reduzido, os fiscais agropecuários procedam a continuidade do serviço público de emissão dos certificados evitando a paralisação toda da unidade, realizando o procedimento de fiscalização necessário” e que, caso isso não seja realizado, “considere desnecessária a vistoria e liberação das cargas para exportação pela fiscalização sanitária federal, adotando à luz do Decreto 7.777/2012 os procedimentos simplificados necessários a manutenção ou realização do serviço”.

A ABRAFRIGO considera que a greve deflagrada pelos Fiscais Federais Agropecuários é inoportuna, impatriótica e absolutamente contrária aos interesses das cadeias produtivas do agronegócio brasileiro e do país, mormente neste momento de dificuldades extremas que vive a nação.  A ABRAFRIGO apela para que a ANFFA-Associação Nacional dos Fiscais Federais Agropecuários reflita profundamente sobre este momento crucial da nossa história e reconsidere sua decisão a respeito desta greve. A própria história da ANFFA, repleta de grandes realizações e conquistas, deve ser um ponto de equilíbrio a ser considerado na atual conjuntura política, econômica e social vivida pelo nosso país.

Tags:
Fonte:
AI Abrafrigo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário