Consumidor sofisticado agora quer carne de um único animal

Publicado em 18/10/2016 17:06
97 exibições

Em refrigeradores de supermercados cheios de carnes orgânicas e produzidas a partir de animais alimentados apenas com grama, cortes “de origem única” estão causando uma nova febre entre os consumidores. Nos Estados Unidos, varejistas como o Whole Foods Market Inc., FreshDirect, e Amazon.com Inc. estão construindo operações que levam animais direto das fazendas aos supermercados para satisfazer os desejos de alguns consumidores de rastrear a origem de seu hambúrguer ou bacon e saber detalhes do animal que forneceu a carne.

“Eles querem saber de onde veio o animal, onde nasceu, onde cresceu, onde foi abatido”, diz Rick Stein, diretor de alimentos frescos da associação americana de supermercados Food Marketing Institute.

Outros varejistas, como a Honest Beef Co., estão fornecendo cortes diretamente aos consumidores, eliminando frigoríficos intermediários e redes de supermercados e abrindo nova concorrência a empresas tradicionais de entrega pelo correio, como a Omaha Steaks International Inc.

Hannah Raudsepp, que tem 26 anos e é a fundadora da Honest Beef, compra gado diretamente da fazenda de sua família em Nebraska Sandhills. Ela paga um pequeno abatedouro nas proximidades para matar os animais, cortar e maturar a carne, um de cada vez. Então, cada carcaça é combinada com pedidos on-line, e a carne enviada diretamente para os consumidores, que fazem encomendas de pelo menos US$ 85 em bifes e hambúrgueres que tenham origem “de um único animal”.

Essas iniciativas têm na mira processadores industriais de carne como a Cargill Inc. e a Tyson Foods Inc., empresas que operam um sistema de distribuição centralizado ligando centenas de milhares de pecuaristas em todo o país com varejistas e distribuidores de alimentos.

Leia a notícia na íntegra no The Wall Street Journal

Tags:
Fonte: The Wall Street Journal

Nenhum comentário