Demanda por carne bovina cai no Mato Grosso

Publicado em 21/02/2017 07:49 134 exibições

Um dos reflexos da recessão econômica é a queda no consumo interno de carne bovina. Com o desemprego atual de 12 milhões de pessoas no país e a perda de renda, o consumo per capita de carne volta a equiparar-se ao patamar verificado nos anos de 2008 e 2009, quando a crise financeira global repercutiu no Brasil. Levantamento da Associação de Criadores de Mato Grosso (Acrimat) com base em indicadores oficiais mostra que atualmente a população brasileira consome 38,59 quilos de carne (bovina) por ano, menos que em 2014 (40,64 kg/ano) e equivalente aos volumes de 2008 (38,86 kg/ano) e 2009 (38,93 kg/ano).

A média nacional está bem abaixo de outros países da América Latina, como o Uruguai, onde são consumidos cerca de 80 kg de carne bovina per capita por ano, observa o diretor executivo da Acrimat, Luciano Vacari.

Em Mato Grosso, que abriga o maior rebanho bovino do país com um total de 30,230 milhões de cabeças, o consumo interno absorve entre 70% a 80% da produção, acrescenta o diretor do Sindicato das Indústrias Frigoríficas (Sindifrigo/MT), Paulo Bellincanta.

A expectativa de ambos os lados, ou seja, pecuarista e indústria, é que a recuperação econômica do país aconteça e o consumo aumente. “Lá em casa procuramos variar o consumo de carne, mas minha mãe sente falta se não comer carne bovina todo dia”, revela a comerciante Regina Figueira, 45. “Eu ainda compro a mesma quantidade, mas ando escolhendo cortes mais baratos”, expõe o vendedor Maurício Rocha, 20.

Leia a notícia na íntegra no site Só Notícias.

Fonte:
Só Notícias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário