Desempenho exportador das carnes em maio de 2021

Publicado em 02/06/2021 08:29 121 exibições

Comparativamente a maio de 2020 e à primeira vista, as exportações brasileiras de carnes do mês passado não foram muito bem. Pela média diária exportada, os embarques de carne de frango recuaram 2%, os de carne suína 4% e os de carne bovina 22%.

Mas este último maio apresentou diferencial a seu favor: um dia útil a mais. Com isso, o volume de carne de frango aumentou, em termos anuais, quase 3%, o de carne suína perto de 1% e só a carne bovina é que não reverteu a perda diária, seu volume recuando 18% e fazendo com que o conjunto das três carnes fosse 2,7% inferior ao de um ano atrás.

O maior destaque, porém, recai sobre o preço médio registrado, que subiu para as três carnes. Ou, 16% para a carne de frango, pouco mais de 12% para a carne bovina e quase 10% para a carne suína.

Como resultado final, apenas a receita cambial da carne bovina apresentou queda em relação a maio do ano passado: redução de 8%, enquanto a receita da carne suína aumentou mais de 10% e a da carne de frango quase 20%. No conjunto, a receita cambial das três carnes foi 4,5% superior à de um ano atrás.

Leia Mais:

+ Exportação de carne de frango surpreende e supera resultados de maio/20 e abril/21

+ Exportação de carne suína fecha com 10% de alta no faturamento em relação a maio/20

+ Volume exportado de carne bovina registra queda de 18,21% no mês de maio/21

Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário