Desempenho exportador das carnes na 3ª semana e nos dois primeiros decêndios do mês de junho

Publicado em 22/06/2021 08:30 64 exibições

Comparativamente à semana anterior, na terceira semana de junho (13 a 19, cinco dias úteis) ocorreu generalizada retomada nas exportações de carnes. Mas, agora, quem apresenta o melhor desempenho é a carne de frango.

Leia Mais:

+ Exportações de carne de frango atingem 90% do faturamento de junho/20 em 13 dias úteis

+ Embarques de carne suína têm ritmo mais fraco e temor por redução de compras pela China

+ Volume exportado de carne bovina registra avanço na 3ª semana de Junho/21


Assim, transcorridos 13 dos 21 dias úteis de junho, os embarques de carne de frango alcançam média diária de 17.469 toneladas, resultado quase 15% superior ao de um ano atrás. Já as exportações das carnes bovina e suína registram, também pela média diária, embarques 3,76% e 3,12% superiores, respectivamente.

Até aqui, as três carnes obtêm expressiva recuperação de preços. Mas, novamente, é a carne de frango a que vem registrando os melhores resultados, pois alcança preço médio 27% superior ao de junho de 2020, enquanto as carnes bovina e suína obtêm valorização em torno de 20%.

Como consequência, a receita cambial – pela média diária até aqui registrada – apresenta incremento próximo de 25%para as carnes bovina e suína e de quase 46% para a carne de frango.

Dessa forma, mantidas as médias atuais (de preço e de volume diário) nos restantes 8 dias úteis de junho, esses mesmos índices de incremento serão aplicados aos resultados mensais. Que, à primeira vista, devem estar entre os maiores de toda a história das exportações de carnes.

Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário