Chuvas generalizadas retornam a áreas de café e cana no Brasil

Publicado em 02/03/2015 14:37

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - Chuvas isoladas que têm atingido lavouras nas principais regiões de café e cana-de-açúcar do Brasil deverão se intensificar, atingindo áreas mais amplas nos próximos cinco a dez dias, com a chegada de uma frente fria ao Sudeste do país, segundo o painel Reuters Weather Dashboard.

A chuva irá ajudar a aliviar o estresse hídrico enfrentado pelos cafezais e canaviais, mas não será suficiente para recuperar todas as perdas sofridas no ano passado.

Analistas esperam que a colheita das duas culturas apresentem aumentos modestos ante a produção do ano passado, largamente afetada pela seca.

Meteorologistas brasileiros e norte-americanos também disseram nesta segunda-feira que esperam que as chuvas se intensifiquem até o fim da semana no cinturão de cana e café do Estado de São Paulo e também em algumas áreas de café de Minas Gerais.

Desde o começo de 2015, as chuvas têm ficado cerca de 30 por cento abaixo da média histórica, mas os níveis de umidade do solo estão muito maiores do que no mesmo período do ano passado, quando a pior seca em décadas impactou fortemente as principais área de café do sul de Minas.

O painel meteorológico da Reuters projeta intensificação das chuvas no próximo fim de semana com a chegada de uma frente fria, e uma gradual queda nos volumes de precipitações ao longo da próxima semana. Uma segunda frente fria deverá levar mais chuvas para a região por volta dos dia 15 e 16 de março.

O Commodity Weather Group, dos Estados Unidos, disse que as chuvas irão aumentar nas áreas de café no fim de semana, embora precipitações isoladas devam ser registradas com alguma regularidade nas regiões de grãos, cana e café do Brasil ao longo desta semana.

A Somar Meteorologia disse que as chuvas vão se intensificar em São Paulo até o fim de semana, seguindo depois para o sul de Minas, onde vão perder força ao longo da próxima semana.

A colheita nas principais áreas de cana e café do Brasil em 2015 deverá começar em breve, em abril e maio, respectivamente.

(Por Reese Ewing)

Tags:
Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Dalzir Vitoria Uberlândia - MG

    Se vão colher café em abril...a barrosa está agonizando,pois desde setembro e outubro do ano passado a cultura sofre com falta de água...e não vai ser 30 dias antes da colheita que vai acontecer o milagre da recuperação...bem para min não é novidade vejo jornalista e consultor num dia em que a soja sobe afirmar que foi motivado pelo aumento de demanda...a amanhã quando cai é porque a demanda caiu...logo com os fazedores de opinião sobre a safra de café também assiste-se a milagres..a barrosa está agonizando e dando 40 litros de leite dia...quem não conhece mas recebe para escrever e falar bobagens e fazer acreditar o que é interessante a quem compra...abram o olho..

    A noticia acima vai fazer despencar ainda mais o preço do café...

    0