Clima: Muitas áreas de instabilidade sobre a faixa oeste do Brasil nessa quinta-feira (26)

Publicado em 26/03/2015 09:29

 Nuvens de chuvas e até mesmo chuvas de forte intensidade são observadas nas imagens de satélite nessa manhã de quinta-feira sobre os Estados do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Maranhão, Pará e Rondônia, além de chuvas menos intensas também são registradas sobre o Paraguai, norte da Argentina e em alguns pontos do Rio Grande do Sul. Essas chuvas mais uma vez estão atrapalhando a finalização da colheita da soja, onde já causam danos a inúmeras lavouras da faixa norte da região médio-norte do Mato Grosso e, principalmente na região do nortão mato-grossense.  Em Goiás e no Mato Grosso do Sul essas chuvas também atrapalham o andamento da colheita, causando perdas pontuais tanto na qualidade dos grãos quanto em suas produtividades. No Piauí, Maranhão e no Tocantins esse tempo mais fechado e com chuvas a qualquer hora do dia também está preocupando os produtores que não conseguem avançar com a colheita da soja. O ritmo de trabalho está muito lento e como há muita lavoura de soja apta a ser colhida, tais condições meteorológicas poderão resultar num percentual maior de grãos ardidos esse ano.

E o grande problema é que os modelos de previsão indicam que esse padrão atmosférico deverá se manter inalterado durante os próximos 10 dias, ou seja, mais chuvas para os próximos dias. Há uma pequena possibilidade de que o tempo fique mais firme durante o final de semana, mais mesmo assim, há previsões para pancadas de chuvas de curta duração. O que poderá, dependendo do solo, manter as condições desfavoráveis a realização da colheita e demais tratos culturais. Algumas pessoas continuam me enviando fotos, via whatsapp, de grãos de soja ardidos e lavouras com índices elevadíssimos de ataque de ferrugem asiática. Tudo por conta desse clima mais fechado e chuvoso que vem ocorrendo nesses últimos 12 dias.

Em grande parte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Bahia a quinta-feira será de tempo aberto e previsão apenas para possíveis pancadas de chuvas isoladas, principalmente sobre as regiões norte de Minas Gerais e metade sul da Bahia. Porém, novas áreas de instabilidade estarão avançando sobre o Sul e Sudeste nesses próximos dias, onde há previsão de chuvas para o final de semana sobre todos esses Estados. Os volumes de chuvas previstos serão suficientes para permitir uma elevação dos níveis de umidade do solo como garantir a sua manutenção ao longo de toda a próxima semana. Com isso, as condições se manterão favoráveis ao desenvolvimento das lavouras. Já os tratos culturais, seja colheita, plantio ou até mesmo a realização de aplicações de defensivos poderão ser inviabilizados durante esse período, mas nada que venha causar danos à produção e/ou qualidade das lavouras.

Sendo assim, se de um lado essas chuvas causar prejuízos às lavouras de soja, por outro estão beneficiando as lavouras de milho safrinha e demais culturas de 2ª safra. Além das culturas de cana de açúcar, café, laranja, pastagens e hortaliças. Também os reservatórios e demais mananciais estão agradecendo tais chuvas, já que os níveis de água, gradativamente, estão subindo. Mas o risco para desabastecimento de água e de energia ainda é alto.

Somar          

Tags:
Fonte:
Somar Meteorologia

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário