Clima: Abril começa com áreas de instabilidade sobre toda a faixa central e norte do Brasil

Publicado em 01/04/2015 09:33

O primeiro dia de abril começa do mesmo jeito que terminou março, ou seja, com muitas áreas de instabilidade sobre toda a faixa central e norte do Brasil. Assim como ontem, o dia amanhece com algumas formações de nuvens de chuvas e no decorrer do dia essas áreas de instabilidade vão ganhando forças e pancadas de chuvas serão registradas em várias localidades dessas regiões. Algumas dessas pancadas podem, sim, vir com maior intensidade e provocar algumas perdas pontuais.

Mas de certa forma, esse padrão atmosférico permitirá que os solos se mantenham com bons níveis de umidade, favorecendo o desenvolvimento das lavouras. Além disso, como não há previsão de chuvas de longa duração as condições também se manterão favoráveis a realização dos tratos culturais, como colheita, plantio e aplicação de insumos. O tempo só permanecerá aberto e com baixíssima possibilidade para ocorrência de chuvas em toda a região Sul e partes do Mato Grosso do Sul e de São Paulo, além da Bahia e faixa leste do Nordeste.

 E Abril, como será? Os modelos climáticos indicam que as chuvas continuarão a ocorrer durante todo o mês sobre todas as regiões produtoras do Brasil. Contudo, nessa primeira quinzena do mês, essas chuvas ficarão mais concentradas sobre a região Central e Norte do País. Porém, no Sul chuvas rápidas também serão registradas, mas será na segunda quinzena do mês que se observará chuvas mais intensas e com maior período de duração. Desse modo, as condições estarão bastante favoráveis ao desenvolvimento das lavouras de 2ª safra no Sudeste, Centro-oeste e no MAPITOBA, como também para o desenvolvimento das culturas perenes, como café, cana de açúcar e laranja.

Como na grande maioria das vezes essas chuvas virão na forma de pancadas generalizadas, mais pancadas de final de tarde, a colheita da cana, que se inicia nesse mês, não deverá ser tão afetada. Contudo, devesse salientar que essa continuidade do tempo mais umidade e temperaturas mais amenas é um “prato cheio” para uma maior proliferação de doenças. Se para a agricultura essas chuvas serão bem vindas, para o setor de abastecimento nem tanto. Pois, os volumes previstos não serão suficientes para elevar de forma satisfatória os reservatórios e com isso os riscos para desabastecimento e dificuldades na geração de energia elétrica, através do uso das hidroelétricas continuam altos.

Mas em suma, o mês de abril será mais um mês para se comemorar boas condições climáticas para o setor da agropecuária.

Somar

 

Tags:
Fonte:
Somar Meteorologia

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário