Semana começa com muitas áreas de instabilidade sobre a faixa central do Brasil

Publicado em 18/05/2015 07:19
48 exibições

Áreas de instabilidade são observadas sobre grande parte dos Estados do Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás e Rondônia. Com isso, não estão descartadas a possibilidade para possíveis pancadas de chuvas isoladas e de fraca intensidade durante o dia de hoje sobre essas localidades. Essas possíveis pancadas de chuvas manterão os solos com níveis razoáveis de umidade, permitindo que as condições se mantenham favoráveis ao desenvolvimento de todas as lavouras de 2ª safra. Mesmo assim, os trabalhos de colheita da cana de açúcar não deverão ser afetados, apenas poderão ocorrer paralisações momentâneas, já que serão chuvas de curta duração e bem esparsas. Amanhã não haverá mudanças no padrão do tempo, ainda poderão vir a ocorrer pancadas de chuvas isoladas sobre os municípios das regiões Sudeste e Centro-oeste, porém, ainda mais isolada do que hoje. Mas já a partir de quarta-feira o tempo volta a abrir sobre essas regiões e dessa forma, não há mais previsões para chuvas até o início de junho.

Na região Sul, apesar das previsões para pancadas de chuvas para hoje no Paraná, o Rio Grande do Sul e Santa Catarina terão tempo aberto e sem nenhuma possibilidade para chuvas nessa segunda-feira. Mas já a partir de manhã o tempo abre em toda a região e a dessa forma a semana será de tempo firme e sem previsões para chuvas até o próximo final de semana, quando uma nova frente fria avançará sobre o Rio Grande do Sul provocando chuvas generalizadas sobre todo o Estado. Com isso, os trabalhos de campo estarão garantidos ao longo da semana. Mas já a partir da semana que vem começaremos a observar que as chuvas ficarão mais concentradas sobre o Sul do Brasil, onde as correntes de jato (ventos de alta altitude) impedirão que as frentes frias avancem sobre o interior do Brasil. O que é padrão para esses próximos meses, ou seja, chuvas sobre o Sul do Brasil e tempo mais seco e firme sobre as regiões Sudeste, Centro-oeste e Nordeste.

Falando de Nordeste, ventos de que sopram no Atlântico levam muita umidade para a região costeira da região, onde para essa semana há previsões de novas chuvas, principalmente para a capital baiana, onde poderão ocorrer novos alagamentos e prejuízos. Já nas regiões produtoras do MAPITOBA o tempo seguirá firme e sem previsões para chuvas ao longo desses próximos 15 dias, tais condições meteorológicas possibilitarão o avanço e termino da colheita da soja e milho, além de permitir o manejo nas lavouras de algodão.

Tags:
Fonte: Somar

0 comentário